Furacão de Soares e Brahimi

Dupla azul e branca esteve 'picada' com adversários durante quase todo o encontro

• Foto: Luís Manuel Neves

A frustração portista esteve personalizada especialmente em dois jogadores: Soares e Brahimi. A dupla ficou cada vez mais irritada com o passar dos minutos e deixou as emoções bem visíveis, com várias picardias com adversários ao longo da partida. O primeiro momento mais tenso surgiu quando Soares empurrou um apanha-bolas (61’), antes de estar envolvido numa confusão dentro da área do Belenenses.

Ora, André Moreira começou por fazer uma grande defesa para negar o golo a Gonçalo Paciência, que levou o pé direito alto para a recarga e quase atingiu o guardião português. Os jogadores da casa não gostaram e rodearam o avançado, altura em que o brasileiro chegou. No meio da pequena ‘escaramuça’, Yebda caiu no relvado, a queixar-se de uma alegada agressão de Soares, que levou a mão perto da cara do argelino.

Já Brahimi acabou o jogo de cabeça quente. Depois de tentar apressar a substituição de Fredy nos minutos finais ao empurrar o angolano, o extremo travou-se de razões com Diogo Viana e outros jogadores do Belenenses já após o apito final. Foi preciso jogadores dos dois lados para serenarem os ânimos.

Por Paulo Jorge Rocha e Pedro Gonçalo Pinto
5
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas