José Peseiro: «Estamos a melhorar e vamos estar mais fortes na final da Taça»

Treinador elogiou exibição ante o Boavista

• Foto: Lusa

José Peseiro elogiou a exibição da sua equipa frente ao Boavista, apesar de admitir que houve uma fase na primeira parte em que não respondeu tão bem.

"Foi um grande jogo na globalidade, dentro daquilo que temos vindo a fazer. A equipa está a jogar mais, com os processos mais conseguidos e automatizados. Também temos mais jogadores e isso claro que é importante. Entrámos muito bem no jogo, mas depois perdemos esse controlo e a nossa segunda parte é mesmo muito boa, com grande caudal ofensivo, golos, muitas oportunidades, muitos remates, e grande qualidade, com dinâmica, mantendo vagas de ataque. Enfim, um jogo bem conseguido. Um excelente resultado onde não sofrer golos também é importante", explicou à Sport TV.

O técnico justificou depois o facto de ter estado muito ativo para com os jogadores ainda no primeiro tempo: "Só com intensidade em toda a equipa é que conseguimos um alto nível de jogo. Tem a ver muito com a questão mental para existir reação rápida à perda de bola. O pensar mais rápido é fundamental, pois assim os jogadores podem decidir mais rápido e tudo o que fazemos é melhor e pode ter mais eficácia".

O FC Porto tem ainda a final da Taça de Portugal para disputar, mas Peseiro garantiu que tal ainda não influenciou este sábado: "Com o jogo a uma distância de oito dias não era uma questão física que estava em causa. Não foi isso que mandou, mas sim outras questões, mais técnico-tática. Temos vindo a jogar melhor e não tenho dúvidas nenhumas de que estamos agora bem melhor do que há alguns tempos. Por isso, estaremos mais fortes para a final da Taça. Isso é óbvio".

André Silva e o penálti de Brahimi

A grande ovação no Dragão foi dirigida a André Silva, que marcou o quarto golo da equipa. Peseiro sublinhou que, mais tarde ou mais cedo, ia acontecer: "É normal esse carinho. Não é fácil ser avançado em Portugal e é importante atingir-se uma certa maturidade que demora o seu tempo, requer aprendizagem e os contextos não são favoráveis, porque os adeptos querem é golos. Ele sabe que um dia chegaria lá, foi desta vez, mas ele também sabe que o mais importante é o trabalho para a equipa".

O público ainda pressionou para que fosse o jovem a marcar a grande penalidade, mas Peseiro escolheu Brahimi: "Entendi que também era importante para ele, que pediu para marcar".

Questionado sobre se este foi o seu último jogo no Dragão, o técnico respondeu assim: "Agora vamos jogar a final da Taça. Já disse muitas vezes isto: quero ganhar a Taça e ser campeão neste clube!".

Por António Mendes e Luís Miroto Simões
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas