Multas por pirotecnia preocupam

Valores elevados

• Foto: Fernando Ferreira

O arremesso de pirotecnia para o relvado por parte de adeptos do FC Porto durante o jogo com o Estoril, que até obrigou à interrupção momentânea da partida, resultará inevitavelmente numa nova sanção aos dragões.

A reincidência azul e branca em infrações relacionadas com as bancadas tem custado vários milhares de euros à SAD e levou o Oficial de Ligação aos Adeptos (OLA) dos dragões a fazer um apelo através das redes sociais. "Este ano os adeptos têm sido de facto o 12º jogador e as nossas claques fantásticas no apoio à equipa. (...) Se abrir pirotecnia já dá multas avultadas, enviá-la para o relvado e ainda quase acertar nos atletas não pode continuar a acontecer. Estão a prejudicar o clube de que gostam e que tão bem têm apoiado (...)", escreveu Fernando Saul.

Olhando apenas às decisões mais recentes do Conselho de Disciplina da FPF, o FC Porto já foi condenado a pagar, por exemplo: 5.738 euros por arremesso perigoso de objetos (art. 186) frente ao V. Setúbal; outro tanto referente ao jogo com o Moreirense para a Taça CTT; ou 2.525 euros pela mesma infração diante do P. Ferreira. O comportamento incorreto do público (art. 187) já custou várias multas de 1.760 euros, além da introdução nos estádios de objetos não autorizados (art. 127).

3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas