Notícia Record: Francisco Conceição é reforço do Ajax - toda a história da saída do extremo

Extremo decidiu sair do FC Porto de forma a poder crescer longe de polémicas

O momento mais alto (e emocionante) de Francisco Conceição no FC Porto: até levou beijo e calduço do pai
Francisco Conceição, de 19 anos, está de saída do FC Porto para representar o Ajax. O jovem extremo aceitou a proposta do emblema de Amesterdão, que exerceu a cláusula de rescisão cifrada em 5 milhões de euros, numa decisão partilhada com o seu núcleo familiar e com a SAD azul e branca. Tanto o técnico Sérgio Conceição como o presidente Pinto da Costa pretendiam que Francisco ficasse, mas deixaram nas mãos do jogador a escolha do melhor caminho para o seu futuro, o que levou a este desenlace.
 
Trata-se de um valor que fica abaixo do reconhecido potencial do internacional jovem português, cotado em 8 milhões no Transfermarkt, mas a decisão de partir assenta em contornos mais profundos, de caráter pessoal, que tornaram inevitável a sua despedida do futebol nacional. Uma necessidade que se foi tornando premente à entrada do último ano de contrato.

Francisco sentia que a sua evolução estava a ser prejudicada pela associação constante ao facto de o seu pai, Sérgio, ser o treinador do FC Porto, somando-se episódios que alimentaram a vontade de tentar singrar longe do ambiente de toxicidade que por vezes ensombra a Liga Bwin. Situações como o tratamento em campo que considerava discriminatório davam a entender que Francisco continuaria ser foco do que era entendido como uma perseguição que visava usá-lo como arma de arremesso contra o seu progenitor. O acumular de casos que vinham causando mal estar na família Conceição redundou, após a reflexão profunda durante o defeso, na opção por um campeonato onde o jovem acredita que poderá, finalmente, ser visto apenas como profissional de futebol e não como o filho do treinador.

Apesar dos contornos especiais desta venda, que já tinha sido bloqueada em janeiro com o assentimento do jogador quando até chegou a estar sobre a mesa da SAD uma oferta mais elevada dos holandeses, o facto é que a mesma só foi possível porque a cláusula de rescisão de Francisco se mantém cifrada nos 5 milhões de euros. O processo negocial para a renovação com o FC Porto acabou por não ser concluído, até porque o jogador já pensava mudar o rumo da sua carreira. Ainda assim, Francisco Conceição foi resistindo até ter sido atingido um ponto em que a estabilidade familiar e a vontade de crescer longe das controvérsias nacionais falou mais alto.

Na derradeira reunião, entre todas as partes, Pinto da Costa e Sérgio Conceição entenderam que, face aos argumentos apresentados, teriam de deixar que fosse Francisco Conceição, já adulto, a ganhar asas para, se o entendesse, voar para longe do ninho. Foi quando o jogador se inclinou para a oferta holandesa, agradecendo ao presidente e ao treinador tudo o que fizeram por ele como jogador e como homem.

O internacional sub-21, que realizou 33 jogos pelo FC Porto em 2021/22, mas apenas quatro como titular, viaja em breve para a Holanda, onde assina contrato por cinco temporadas pelo Ajax. O detentor do título holandês, que também pretende continuar a ser competitivo na Liga dos Campeões, por tradição dá grandes oportunidades aos jovens e nunca desistiu de tentar convencer Francisco, que passa a atuar às ordens do técnico Alfred Schreuder e a auferir um salário substancialmente superior, próximo de 1,5 milhões de euros limpos por ano.
Por Vítor Pinto
115
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas