Nuno Espírito Santo: «Não fomos a equipa que queremos ser»

Técnico frisa que a equipa foi demasiado permissiva

• Foto: Lusa
Nuno Espírito Santo reconheceu, após o empate caseiro do FC Porto diante do Copenhaga (1-1), que a sua equipa não se apresentou em campo como pretendia, frisando a postura permissiva dos dragões em alguns momentos.

"Saio com sensação que não fomos a equipa que queremos ser. Permitimos demasiados momentos ao Copenhaga, apesar do golo que marcámos na 1.ª parte", começou por apontar aos microfones da Sport TV, destacando, no entanto, que "ainda existe margem".

"Temos um plano de jogo e ele tem de ser mantido com rigor. Não encontrámos as melhores soluções, mas também é verdade que o Copenhaga empata numa situação isolada. Tínhamos de querer mais, ser mais eficazes. Chegámos ao golo, tivemos mais um ou outra oportunidades. Tivemos muita posse de bola, mas isso tem de ser transformado em golo", sublinhou.
Por Nuno Barbosa e Ricardo Granada
11
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas