Óliver Torres e a infância difícil: «O meu pai não podia trabalhar e a minha mãe limpava escadas»

Jogador do FC Porto conta a sua história de superação

• Foto: Instagram Óliver Torres

O futebol deu a Óliver Torres uma vida desafogada e muito sucesso mas a infância foi marcada por muitas carências financeiras. Foi o amor e o grande esforço da família que lhe permitiram chegar onde chegou.

"Eu, os meus pais e os meus irmãos somos de Navalmoral de la Mata. O meu pai não podia trabalhar por causa de uma incapacidade física e a minha mãe limpava escadas. Com 10 anos, tive a oportunidade de ir a um campus de futebol em Barcelona e fiquei um ano lá porque tomavam conta de mim e pagavam as despesas. Quando jogava futebol era a pessoa mais feliz do mundo mas à noite chegava a casa e não estavam lá os meus pais e irmãos. E era difícil", conta o jogador do FC Porto em entrevista à EFE.

Óliver Torres revela ainda mais pormenores desse período de vida marcado pelas dificuldades. "No ano seguinte fiz testes no Atlético Madrid e passei mas tive de pagar a casa e as despesas. Os meus paus alugaram uma em Madrid para mim e para minha irmã. Tinham de pagar essa e a de Navalmoral de la Mata. Foram tempos muito complicados. Tinha umas botas de futebol para todo o ano. Agora olho para trás e rio-me", acrescenta.

2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.