Óliver Torres recorda a conquista do campeonato ao Benfica: «Foi mágico»

Avançado lembra ainda os tempos em que era uma das principais promessas do At. Madrid

Óliver Torres tem apenas 25 anos, mas numa entrevista à 'Marca', fez um balanço da carreira, dos tempos do At. Madrid, passando pelo FC Porto, até chegar agora ao Sevilha. Mesmo que durante anos fosse um dos jogadores mais promissores dos colchoneros, Óliver não sente que tenha desiludido e, para o justificar, lembra a passagem pelos dragões.

"A mudança para o FC Porto foi muito positiva. Passei ali momentos maravilhosos, tive momentos de futebol muito bom e, depois de quatro anos, ganhar um campeonato ao Benfica foi único. Ver ali tantas pessoas a festejar na Avenida dos Aliados foi mágico. Mas depois de quatro anos decidi mudar e senti que o Sevilha era o melhor para mim", vincou o jogador, agora com 25 anos, num direto para o jornal 'Marca', no qual desvalorizou o facto de nunca se ter imposto de forma magnânima na equipa principal do At. Madrid. Ainda assim, não esconde que tinha todos os olhos em cima dele.

"Bem, o meu começo foi como 'wow'. As câmaras seguiam-me até quando fiz as provas de acesso à universidade. Isto talvez tenha sido uma consequência, também, de tudo o que fiz nas camadas jovens da seleção. A verdade é que o estilo de jogo se adaptava a mim. No Atlético gerou-se sobre mim a ideia de grande promessa. Um dia faremos uma análise profunda sobre o que se passou. Mas o que digo é que guardo boas recordações da minha passagem pelo At. Madrid. Estive numa das melhores fases do clube, ganhei uma Taça do Rei, estive numa final da Champions o que para mim é inesquecível e ajudou-me muito a evoluir a nível futebolístico, também a nível mental", explicou o agora jogador do Sevilla.

2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas