Rodolfo Reis e o golo do Benfica no clássico: «Para mim não é penálti»

Comentador portista reconhece ter existido falta de Maxi Pereira antes do golo do empate

• Foto: José Moreira

Rodolfo Reis não entende o silêncio do FC Porto em relação ao penálti que deu vantagem às águias no clássico do passado sábado. O comentador do programa 'Play-Off' da SIC Notícias, "contra tudo e contra todos", considera não ter existido falta de Felipe sobre Jonas no interior da grande área do FC Porto.
 
"Se os jogadores do Porto não falam, se o treinador do Porto não fala, se o presidente e a direção não falam deste lance, porque é que eu estou a falar? Porque tenho a noção exata do que aconteceu, porque andei nisto muitos anos", explicou o comentador afeto aos dragões, analisando depois de forma minuciosa o próprio lance. 

"O FC Porto não disse nada sobre o lance, ninguém, e eu também não sou maluco... Mas, não há contacto com o jogador. Felipe tem o pé cravado na relva e o Jonas vem e bate-lhe com o pé esquerdo. Eu, contra tudo e contra todos, digo que um lance destes, se fosse na área do Benfica, eu diria igual. Para mim não é penálti", insistiu Rodolfo Reis, metendo-se com os dois companheiro de painel, João Alves e Manuel Fernandes.

"O meu pouco português leva-me a pensar que os meus dois amigos são os enganadores perfeitos e os árbitros são comidos de cebolada muitas vezes", ironizou o antigo futebolista dos dragões, que mudou de opinião sobre aquela que é uma das reclamações do Benfica em relação ao jogo de sábado - o puxão de Maxi Pereira a Samaris, antes de apontar o golo do empate.

"É a primeira vez que estou a ver, vejo uma camisola puxada, é evidente que puxou. Puxou é falta. Qual é a dúvida? Também vejo aqui o árbitro a olhar, mas não discuto o árbitro", concluiu Rodolfo Reis.  

Por João Lopes
11
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.