Sérgio Conceição aponta dedo a Wendell: «Há uma infantilidade do nosso jogador»

Técnico recorda momento da expulsão do brasileiro quando o At. Madrid estava reduzido a 10 homens

A carregar o vídeo ...
Sérgio Conceição e a atitude de Wendell : «Deitámos tudo a perder ali!»
O FC Porto foi esta terça-feira eliminado da Liga dos Campeões face à derrota (1-3) caseira diante do Atlético Madrid. Sérgio Conceição era um homem triste no final da partida e lamentou a expulsão repleta de "infantilidade" de Wendell quando os dragões tinham um jogador a mais em campo, face à também expulsão de Carrasco (Atlético Madrid).

"Abatido? Sim [estou]. Este jogo foi a imagem do que foram os outros jogos nesta fase de grupos. Primeiro quero salientar que estivemos até aos 90 minutos a disputar um acesso aos oitavos-de-final onde estavam algumas das equipas com mais títulos na Champions e, se calhar, com mais candidatos a ganhar a prova. Mais uma vez, para aquilo que produzimos até à expulsão do nosso jogador, foi o suficiente para estarmos a ganhar. Foi um bocadinho a imagem do que se passou nesta fase de grupos. Mais uma vez não fomos eficazes, falhámos golos em momentos importantes. Numa bola parada aconteceu o golo do Atlético. Continuámos em busca daquilo que queríamos que era ganhar o jogo. Queríamos empatar primeiro para depois ganhar. Acontece a expulsão do jogador do Atlético Madrid e havia 30 minutos ainda para jogar e depois há uma infantilidade do nosso jogador. Temos de o dizer e de ser diretos. Não é normal, com 0-1, o adversário com menos um jogador, nós colocarmo-nos a jeito. Foi o que aconteceu. Para lá do minuto 90, foi mais o coração do que a estratégia de jogo. Aconteceu o que aconteceu. É uma derrota pesada num jogo em que tínhamos tudo para ganhar", referiu em declarações à Eleven Sports.

Três minutos a ferver no FC Porto-Atlético Madrid: duas expulsões e enorme confusão junto aos bancos






O grupo tem cabeça para a Liga Europa?

"Temos consciência do que fizemos e do que não fizemos. Aquilo que é o peso do FC Porto na Europa não joga, a história não joga. Temos uma equipa de gente, excetuando 3 ou 4 jogadores, com pouca experiência e matreirice nesta prova. Hoje notou-se essa matreirice e a forma de estar no campo por parte do adversário e a inexperiência que houve [da nossa parte]. A motivação que temos de ter é no nosso trabalho diário. Há objetivos para ganhar esta época e a partir de amanhã é pensar no Sp. Braga. Estaremos em mais provas. Estaremos sempre à altura do clube que representamos."

Os jogadores honraram o clube?

"Fizeram isso, excetuando o momento do Wendell em que perdeu a cabeça. O resto foi dedicação e determinação. A prova é o apoio dos adeptos. Eu sei que eles não querem agradecimentos do treinador, querem é vitórias, mas aproveito para agradecer o apoio deles. É incrível como ficaram tantas pessoas para aplaudir o trabalho dos jogadores. Fizemos tudo para conseguir o acesso aos oitavos."
Por Flávio Miguel Silva
67
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas