Sérgio Conceição e o processo ofensivo: «Prefiro vontade a passividade»

Iliba avançados e pede resposta de toda a equipa

A carregar o vídeo ...
CONCEICAO DANILO

Sérgio Conceição abordou a quebra de rendimento ofensivo do FC Porto nas últimas jornadas do campeonato e descarta a culpa dos avançados.

"Não gosto muito de dissociar aquilo que é o trabalho dos avançados e da equipa no processo ofensivo. Penso que a equipa não está separada, mas sim unida. Se os avançados não marcam golos, a culpa não é só deles, mas sim de todos. Além disso, os guarda-redes das equipas adversárias têm feito grandes exibições diante de nós. O jogo com o Belenenses foi aquele que houve maior diferença entre os remates das duas equipas. Eles tiveram três, nós tivemos 30 e tal! Os guarda-redes e as defesas têm feito excelentes exibições contra o FC Porto. Sabemos o que não fizemos bem e vamos retificar para o próximo jogo. Estaria preocupado se a equipa fosse apática, se não conseguisse criar situações de perigo. Prefiro vontade do que passividade. O último jogo foi um exemplo do que é a dinâmica da equipa. Sabemos o que temos de fazer, sabemos a qualidade que temos como equipa e estamos tranquilos. Queria passar as 34 jornadas com um futebol espetacular, a marcar quatro e cinco golos, mas há os adversários... Estaria preocupado se não conhecesse este grupo de trabalho", afirmou na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o Aves, agendado para amanhã, no Dragão, às 18 horas.

2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.