Sérgio Conceição: «Jogou-se muito pouco no início mas compreendo, vir ao Dragão...»

As declarações do treinador do FC Porto após triunfo sobre o Vizela

A carregar o vídeo ...
Sérgio Conceição: «Ser campeão no campo ou no sofá? O que eu quero é ser»

O FC Porto bateu este sábado o Vizela, por 4-2, em jogo da 32.ª jornada da Liga Bwin, que deixa os dragões a apenas um ponto de conquistar o título de campeão nacional - que pode ser celebrado já amanhã.

Em declarações no final do encontro, Sérgio Conceição parabenizou a moldura humana que compôs a atmosfera vivida este sábado no Dragão, criticando, ainda assim, o pouco tempo útil de jogo que houve nos primeiros minutos da partida diante do Vizela.

"Começar por dizer que é fantástico ver um estádio cheio de gente do FC Porto e também do Vizela, é de louvar. Um jogo muito bonito, com golos bonitos. Parabéns aos meus jogadores, estamos a aproximarmo-nos do final e há um pouco de discernimento para decidir. Jogou-se muito pouco, compreendo, vir ao Dragão frente a uma equipa que faz da velocidade de jogo uma das suas imagens de marca, é normal que por vezes os treinadores tentem ao máximo quebrar esse ritmo - o que acabou por prejudicar a nossa equipa. Quando fizemos o golo, entrámos verdadeiramente no jogo. Fizemos o segundo golo, depois, a partir da meia-hora de jogo, entrámos na tal dinâmica em posse onde eu não gosto particularmente quando se começa a não olhar tanto para a baliza do adversário. Foi num desses lances que perdemos a bola e há um grandíssimo golo do jogador do Vizela e não há nada a dizer. Neste fim de época, vir de um 2-0 e ir para o 2-1 podia intranquilizar a equipa. Os adeptos foram atrás daquilo que a equipa queria, que era fazer golos. A ansiedade é boa porque nos faz continuar alerta e desconfiados. Eu estou sempre confiante mas desconfiado. E esse estado de espírito é importante para nos mantermos vivos. Não estou de acordo com o Álvaro quando diz que queimámos tempo, até porque fizemos o quarto golo já em cima dos 90 minutos. Mas sim, houve momentos em que houve perda de tempo e isso não é bom para o espetáculo", começou por dizer o técnico dos dragões.

Entradas tiveram impacto positivo na equipa

"Os reforços que entraram durante o jogo estiveram bem. É uma imagem que marca a nossa época. É um grupo muito bom de interiorizar a mensagem, daquilo que interpretam do que trabalhámos diariamente. E só assim, o Eustáquio, um jogador que joga cinco minutos é um indicador de está interiorizado e que quer muito ajudar a equipa."

Ser campeão amanhã ou dentro de campo?

"Neste momento, olhar para o jogo do Benfica na Madeira, analisá-lo da melhor forma e prepará-lo para ganhar. Ainda não ganhámos nada matematicamente. Pés bem assentes no chão com a cabeça no lugar."

Grupo todo disponível

"Gosto de ter o grupo todo disponível para depois escolher o melhor onze dentro da estatégia. A equipa está bem, não é só o meio-campo. Fico contente em ter toda a gente disponível para ter mais opções", terminou.

Por Record
7
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas