Vaná de réu ao céu em dois anos

Foi vilão no Coritiba, mas deixou saudades em Natal. Após o 'milagre' na Feira chegou "ao gigante"

• Foto: Move Notícias

Enquanto se cozinhava a mediática mudança de Casillas do Real Madrid para a Invicta, no verão de 2015, havia no Brasil, mais concretamente em Coritiba, um guarda-redes sem motivos para sorrir. Dois anos depois, o destino juntou o astro espanhol e o então desconhecido brasileiro na baliza do FC Porto. Vaná subiu à pressa e a pulso e está, enfim, a cumprir o seu sonho.

"Estou muito feliz e muito grato a Deus por esta oportunidade. Acordar e sentir que represento um gigante europeu, e que isso não é um sonho, é uma sensação incrível. Na primeira vez que fui ao Dragão o estádio encheu-me os olhos e agora que estou do lado de cá a felicidade é tremenda", disse ontem o guardião, de 26 anos, ao site do FC Porto.

Este é, pelo menos para já, o ponto mais alto da carreira de Vaná, que há dois anos andava pelo estadual do Paraná, depois de ter passado pelo Atlético Paranaense. Entre altos e baixos, com empréstimos ao Canoas e à Chapecoense pelo meio, acabou por regressar ao Coritiba para ser titular no campeonato paranaense de 2015. Apontado pelos adeptos como culpado da derrota por 2-0 na 1ª mão da final da prova, contra o Operário, que também venceu por 3-0 na segunda mão, o sonho de Vaná ficou em suspenso.

Para aquele que chegou a ser apelidado pela imprensa local como ‘Vaneuer’, pela sua habilidade com a bola nos pés numa referência ao alemão Neuer, a solução passou por um empréstimo ao ABC, de Natal. Numa época conquistou os corações dos adeptos, sobretudo de um, João Gabriel. O vídeo da despedida de Vaná do ABC, abraçado em pleno relvado à criança, então de 5 anos, em lágrimas, correu o Mundo através da internet. A João Gabriel, portador de várias limitações físicas, deixou a promessa de um dia voltar a defender a baliza do ABC.

As saudades ficaram em Natal e chegou o Feirense. Com a desejada ascensão finalmente a acontecer, Vaná ganhou um lugar nas redes fogaceiras e foi lá que, por exemplo, foi eleito por Record como o melhor jogador da sua equipa nos dois jogos do Feirense no Dragão: empate (1-1) para a Taça da Liga, com nota 4; e nova igualdade (0-0) no campeonato, com nota 5.

Por fim, diga-se que Vaná e Alex Sandro, ex-lateral do FC Porto, têm a mesma idade e jogaram juntos nos sub-15 e sub-17 do Atl. Paranaense. Desde essa altura que mantêm uma grande amizade fora dos relvados.

Por André Monteiro
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas