Vice do FC Porto agrediu e ninguém viu: saiba o que diz o Ministério Público

'Sábado' cita resposta de outubro passado do MP de Cascais ao recurso de Adelino Caldeira

É o que diz o Ministério Público: o poder do FC Porto é tão grande que ninguém no camarote presidencial do estádio do Estoril viu a agressão de Adelino Caldeira ao presidente da Associação de Futebol de Lisboa, Nuno Lobo.
 
É desta forma que a procuradora Cristina Henriques classifica o que (não) disseram à justiça as testemunhas que se encontravam, em setembro de 2013, no camarote presidencial do Estádio António Coimbra da Mota, na Amoreira. Uma até começou por referir que viu a agressão, tendo depois mudado a versão em tribunal. 

"A audiência de discussão e julgamento foi esclarecedora quanto à influência e ao poder do FC Porto, nada que já não fosse do conhecimento geral, mas o tribunal a quo [significa juiz ou tribunal de instância inferior que produziu a decisão] logrou firmar a sua convicção sobre a prova produzida, de acordo com as regras processuais, atribuindo credibilidade a quem de facto a merecia, o que desde já se louva (...)", cita a 'Sábado'.
70
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Mbemba reabre a porta ao FC Porto

Central fez contraproposta que custaria 7 M€ brutos à SAD. Partes ainda longe do acordo mas jogador está sem colocação e há esperança que faça cedências

Notícias

Notícias Mais Vistas