Ricardo Soares: «Arrisquei, fui feliz, pena que não ganhámos»

Treinador do Gil Vicente lembra mudanças feitas ao intervalo

• Foto: LUSA

Gil Vicente e Vizela empataram a dois golos em Barcelos, numa partida entretida na qual, segundo Ricardo Soares nenhuma equipa merecia ter saído a perder. Na análise ao sucedido nas quatro linhas, o técnico gilista assumiu que a primeira parte da sua equipa não foi conseguida, mas tudo mudou na etapa complementar.

"Este não era o resultado que queríamos, a ambição era vencer e praticar um bom futebol. A primeira parte não foi bem conseguida, não entrámos bem no jogo, tivemos a primeira oportunidade para marcar, mas o Vizela foi superior, limitou-nos muito na primeira fase de construção, perdemos bolas que não costumamos perder.

O Vizela fez golo, podíamos ter feito o 1-1, mas também é verdade que o Vizela podia ter ido para o intervalo com 2-0 e seria mais difícil. Sabíamos que o que estava a falhar, tranquilizámos os jogadores e, na segunda parte, tudo foi diferente, quisemos muito ganhar, com uma mentalidade muito forte alicerçada no apoio do público. A equipa cresceu fruto dessa energia de fora para dentro. Podíamos ter feito o 2-1, mas o Vizela tem qualidade e criou-nos sempre dificuldades porque sai sempre com muito critério, fez o 1-2 contra corrente, mas estivemos sempre equilibrados e isso foi determinante para o 2-2. Nenhuma das equipas merecia perder, é um ponto.

Mexemos muito cedo, ao intervalo, porque sabíamos o que faltava. Não é nada sobre os jogadores que saíram, era a equipa que não estava bem posicionada. Arrisquei, fui feliz, pena que não ganhámos. O Vizela não merecia perder, mas se o Gil Vicente perdesse também não era justo".

Por Record com Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Gil Vicente

Notícias

Notícias Mais Vistas