Carlos Pereira: «Alguns jogadores não tiveram caráter»

Presidente aponta o dedo

• Foto: Hélder Santos

No rescaldo da derrota na final da Taça CTT, que culminou uma época dececionante, Carlos Pereira confessa tristeza pelo comportamento de alguns jogadores e deixa antever um defeso movimentado. "Tiro muitas conclusões desta época. Tivemos muitos jogadores com caráter, mas outros sem esse caráter e com um comportamento ao longo da época que me entristeceu. Não diria que vai haver uma revolução, mas tem de haver uma grande reflexão. Esta foi uma má época, com efeito carrossel, que não é normal no Marítimo", frisou o presidente.

"Fizemos uma aposta em quatro jogadores para fazer a diferença, ao mesmo tempo que continuámos a investir na obra do estádio, e temos de confrontar quem pensávamos que podia render mais. Vai haver algumas mexidas no plantel e, provavelmente, com alguns que têm contrato. De resto, vamos tentar encontrar outro tipo de profissionais, que saibam respeitar mais a camisola, a entidade patronal e a equipa técnica", disparou, sem falar em nomes.

Salin foi opção

Salin não defendeu a baliza do Marítimo na final com o Benfica, algo que Carlos Pereira explica. "Não digo que o Salin é melhor do que o Haghighi, nem o contrário. São opções, tomadas de forma consciente e com vontade de vencer. E quem ao longo do tempo sempre manifestou uma opinião diferente da sua razão, também merece que os que têm contrato sejam avaliados", assinalou.

Por Gonçalo Vasconcelos
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Marítimo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.