Carlos Pereira diz que vencer a Taça CTT "não fará muita diferença ao Benfica"

Presidente sublinha importância do troféu para os insulares

• Foto: Hélder Santos
Carlos Pereira referiu esta quinta-feira que vencer a Taça CTT "não fará muita diferença ao Benfica", ao contrário do efeito que teria para o clube insular.

"As expectativas do Marítimo são sempre altas. Sabemos que do outro lado está uma equipa que tem valores individuais, coletivos e orçamentais completamente diferentes, mas à hora do jogo as posições alteram-se. A posição dominante está de um lado, mas a posição da vontade e da determinação vai estar do nosso lado. Será histórico para a região autónoma da Madeira e para o Marítimo. Provavelmente até ao Benfica não fará muita diferença, mas para o Marítimo terá uma carga motivacional atrás, pois a região autónoma da Madeira ficaria feliz por ver o clube a vencer uma prova quase 90 anos depois. Foi em 1925/26 e seria agora noutra competição. Numa região rodeada de mar e com uma única porta de saída, fazer entrar por essa porta este troféu seria gratificante. A expectativa é alta e temos muita vontade de vencer. Nesses 90 minutos queremos ser mais fortes", frisou o presidente do clube.

O dirigente fez ainda um balanço do campeonato e admitiu que a equipa tem de dar mais: "Este foi um ciclo mau e não merecíamos. Foi um efeito carrossel. Este pode ser o momento de viragem para um novo ciclo e sermos mais regulares na Liga. O que o Marítimo nos habituou não foi bom e queremos inverter essa posição. No próximo ano vamos ter um estádio novo, bonito e os maritimistas não iam perdoar ao presidente e à equipa se fizessem um campeonato igual a este. Temos de fazer um campeonato bem diferente. É obrigação lutar pelo primeiro terço da tabela".
Por Pedro Ponte
6
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Marítimo

Notícias

Notícias Mais Vistas