Daniel Ramos: «Era de todo justo termos feitos golos»

Considera a derrota por 3-0 demasiado pesada

• Foto: Epa
O técnico do Marítimo, Daniel Ramos, deu mérito ao Boavista mas afirmou que a derrota por 3-0 no Bessa é pesada para aquilo que foi a prestação das duas equipas dentro de campo. "Quem perde por este resultado não pode dizer que houve injustiça no vencedor. Se há mérito da parte do Boavista? Claro que sim, mas há um desnível do resultado muito acentuado para aquilo que passou em campo. Basta vermos que em toda a primeira parte o equilíbrio foi sempre uma constante. Houve poucas oportunidades de golo, muita luta, muita entrega e muita disponibilidade das equipas", disse.

Apesar do resultado pesado, Daniel Ramos consegue ainda apontar alguns aspetos positivos na exibição da sua equipa. "Curiosamente, entrámos melhor do que o Boavista na primeira e na segunda parte e aos seis minutos do segundo tempo sofremos o 2-0, novamente numa bola parada. Dois livres frontais muito bem batidos, que fazem a diferença no jogo e que deram ao Boavista a tranquilidade de que estava à procura. O Marítimo tentou sempre reagir. Não criou aquilo que queríamos, mas tivemos circulação de bola, aproximações à baliza e algumas oportunidades. Podíamos ter concretizado e proporcionado outro resultado mais condizente com aquilo que se passou", afirmou.

E continuou: "Era de todo justo termos feitos golos também e a diferença do resultado é extremamente injusto em relação ao que foi o jogo. Faltou sermos, por vezes, mais práticos e aproveitar os desequilíbrios, mas fizemos muitas coisas boa".

Apesar de estar a fazer uma boa temporada e ter já atingido os 30 pontos que 'garantem' a manutenção, o treinador do Marítimo diz que a sua equipa tem que continuar a vencer jogos para se afastar das que estão atrás e continuar a perseguir as de cima. A equipa madeirense ainda pode alcançar um lugar europeu.

"As vitórias fazem a grande diferença. Queremos neste momento tentar fugir daqueles que estão abaixo de nós. Existem três equipas extremamente muito fortes que estão mais próximos (do Marítimo) e o Boavista está incluído, que têm possibilidades de lutar pelo sexto lugar. O que desejávamos para este jogo era pontuar no sentido de fugir e, se possível, aproximarmo-nos dos de cima. De forma humilde, digo claramente o Sporting de Braga e o Vitória de Guimarães têm melhores plantéis do que o Marítimo", concluiu.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Marítimo

Notícias

Notícias Mais Vistas