Fortaleza europeia

Empate com o poderoso Dínamo Kiev foi o sétimo jogo seguido sem perder nos Barreiros

• Foto: Hélder Santos

O empate a zero diante do poderoso Dínamo Kiev confirmou que o Marítimo faz do seu reduto uma verdadeira fortaleza em jogos europeus, não conhecendo os madeirenses o amargo da derrota há sete embates caseiros para a Liga Europa (somam três vitórias e quatro empates).

Neste ciclo, destaque para a primeira participação na fase de grupos da competição, em 2012/13, quando o técnico Pedro Martins não perdeu qualquer encontro na situação de visitado. Registou duas igualdades, frente a Newcastle (0-0) e Bordéus (1-1), para além de uma vitória, por 2-1, sobre o Brugge. Antes, a equipa derrotara nos Barreiros os gregos dos Asteras (na 3ª pré-eliminatória) e depois o Dila Gori, da Geórgia (1-0), no playoff.

Esta temporada, os comandados de Daniel Ramos conseguiram vencer os búlgaros do Botev (2-0) na 3ª pré-eliminatória, mantendo a chama de um estádio incansável no apoio à equipa, sonhando com nova ida à fase de grupos. Um cenário que continua a ser possível após a 1ª mão, já que o Dínamo de Kiev – emblema habituado a andar na Liga dos Campeões – não passou nos Barreiros e o nulo deixa tudo em aberto para a Ucrânia.

Esta excelente performance caseira do Marítimo ao nível das competições europeias não passou despercebida ao site da UEFA, que no comentário à partida mencionou mesmo a importância de jogar no ‘caldeirão’, relvado onde os maritimistas já apresentam um registo bastante interessante de resultados.

Por João Manuel Fernandes
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Marítimo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.