Nanu diz que talento "não chega" e destaca felicidade e gratidão no Marítimo

Internacional da Guiné-Bissau está realizar a sua temporada de afirmação no emblema madeirense

• Foto: DR Record

O jogador do Marítimo Nanu afirmou esta quarta-feira que o talento por si só "não chega" para ter sucesso e referiu a felicidade e a gratidão por estar no clube, da Liga NOS.

"O talento não chega e está mais que visto que é preciso trabalhar e acreditar. O talento com trabalho, dedicação, paixão e humildade, isso tudo junto, vem o sucesso e conquista-se grandes coisas", defendeu, num programa realizado em direto na página de Facebook do Marítimo.

A realizar a sua temporada de afirmação no emblema madeirense, primeiro a defesa-direito e, depois, a extremo, o internacional pela Guiné-Bissau leva 25 jogos realizados e dois golos apontados, uma alegria que não escondeu.

"Estou bastante feliz por representar um grande clube como o Marítimo. Estou muito grato pelo Marítimo me ter dado esta oportunidade e condições para me conseguir tornar um jogador melhor e uma pessoa melhor", confessou o jogador 'verde rubro', de 25 anos.

Nanu contou o seu percurso para chegar a esta fase da sua carreira, desde a passagem nas camadas jovens do Benfica, em 2006/07, tendo sido colega de internacionais portugueses como Bernardo Silva e Rony Lopes, ao trabalho feito nos juniores do Beira-Mar, treinando simultaneamente com o plantel principal, primeiro, com Ulisses Morais e, depois, com Costinha.

Depois de jogar pela equipa 'aurinegra' na II Liga, na época 2013/14, e pelo Gafanha, chegou ao Marítimo em 2015/16, para jogar na equipa B, e a estreia no plantel principal aconteceu em 2017/18.

"Trabalhei bastante para que isso acontecesse, para ajudar o Marítimo nos seus objetivos e dar muitas alegrias aos adeptos, porque precisamos deles", enalteceu.

Agora, com o campeonato suspenso, devido à pandemia de covid-19, Nanu abordou o trabalho que está a ser feito fora dos relvados e que o deixa otimista se a I Liga voltar esta época, em que o Marítimo ocupa a 15.ª posição, com 24 pontos, faltando 10 jornadas.

"Temos treinado todos em grupo, através de videochamada. Os treinos têm sido intensos e de forma positiva. Caso regressemos ao campeonato, penso que estaremos preparados para a competição", disse.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Marítimo

Notícias

Notícias Mais Vistas