'Tour' à Luz acabou em golo de Rui Costa

Em 2007/08, o Moreirense, aí na 2.ª Divisão, visitou o estádio antes do jogo com o Benfica. Serafim estava lá

A carregar o vídeo ...
Amor ao Moreirense com duas décadas de ligação e duas subidas de divisão: a história de Serafim

Mais de duas centenas de jogos, quase 20 anos de ligação, três subidas de divisão, uma delas a primeira de sempre à 1ª Liga: estes são os números de Serafim Caetano ao serviço do Moreirense. Os dados são claros e não deixam margem para dúvidas sobre a importância que o antigo defesa teve no marcar de uma era no clube onde entrou com 11 anos e de onde saiu com 32, ainda que com algumas interrupções pelo meio.

Agora retirado, Serafim viveu histórias infinitas com o seu Moreirense e, numa conversa com Record, puxou a fita atrás para recordar algumas. Uma delas envolve o Benfica, uma visita de véspera à Luz e... Rui Costa, ex-jogador e atual líder das águias.

"Houve um jogo, em 2007/08. Na altura, estávamos na 2ª Divisão B. Íamos jogar contra o Benfica e na véspera fomos visitar o estádio de autocarro. Fomos visitar a estátua do Eusébio e assim", lembra.

Nesse jogo, as águias eram favoritas, não só por jogarem em casa, mas também por estarem dois escalões acima. No entanto, a história da partida conta a narrativa de um embate difícil. "O Benfica teve muitas dificuldades. Ganharam por 2-0, mas tiveram dificuldades. Aliás, tiveram de meter o Makukula e o Rui Costa, que fizeram os golos", conta.

Hoje, Benfica e Moreirense voltam a encontrar-se, agora em circunstâncias diferentes. Seja como for, olhando ao histórico, Serafim não tem dúvidas. "O Moreirense tem uma história de colocar problemas ao Benfica. Mesmo no meu ano de 1ª Liga fomos lá à Luz empatar 1-1. Certamente vai ser difícil para o Benfica", garantiu.

Derlei e uma camisola especial

Serafim Caetano conta apenas uma presença na 1ª Liga em toda a sua carreira. Foi em 2002/03, já depois de ter ajudado o Moreirense a subir da antiga 2ª Divisão para a 2ª Liga e daí para a 1ª Liga em épocas seguidas. Foi, no fundo, uma oportunidade única, mas que valeu a pena, tanto pelas boas recordações, como por uma camisola especial que conseguiu guardar da altura.

"Quando jogámos contra o FC Porto na 1ª Liga, troquei de camisola com o Derlei. Na altura, era um jogador que eu apreciava muito e, como caía muito para o meu lado, acabei por lhe pedir a camisola", recordou.

As restantes memórias foram, também elas, muito positivas. "Só coisas boas. O objetivo era a permanência e conseguimos na última jornada", acrescentou.

Uma nova vida depois da bola

Há praticamente 12 anos, Serafim pendurou as botas e colocou um final numa longa e recheada carreira. Atualmente, a rotina é bem diferente. Pode, até, falar-se de uma vida nova. "Atualmente trabalho numa empresa de produtos de higiene. Sou motorista e faço a distribuição de produtos de limpeza por escolas e empresas", revelou.

Ainda assim, apesar da mudança, continua a haver tempo para o futebol e para o seu Moreirense. "Vou acompanhando o Moreirense. É um clube que está no coração, foi uma segunda casa", frisou.

Por Pedro Morais
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Moreirense

Notícias

Notícias Mais Vistas