Mário Silva arrasa presidente do Santa Clara na despedida do clube: «Tenho sentimentos...»

Treinador diz já tinha tudo acordado com o clube para a renovação, mas que o presidente "foi adiando" a assinatura até à data limite

Mário Silva: «Foi-me proposta a renovação, acordámos tudo mas o responsável não assinou»

Mário Silva lamentou a derrota pesada (0-4) diante do Sporting na última jornada da Liga Bwin 2021/22, que ainda assim não impediu ao Santa Clara de terminar a temporada no 7.º lugar do campeonato, a segunda melhor classificação de sempre do clube açoriano no principal escalão.

"Sétimo lugar, segunda melhor classificação de sempre na história do clube, recorde de invencibilidade em casa, com uma volta inteira sem perder em casa", começou por dizer o treinador do Santa Clara, em declarações na conferência de imprensa no final do jogo em Alvalade.

O treinador explicou ainda por que motivo não renovou contrato com o Santa Clara, colocando as culpas no presidente da formação açoriana. "Da minha parte, total abertura e disponibilidade para renovar. Chegámos a acordo verbal e quando dou a minha palavra, dou mesmo de verdade. Honrei a minha palavra até hoje. Há uma semana, fechámos o acordo e só faltava formalizar, nomeadamente a assinatura do presidente. Até hoje não assinou e foi adiando de dia para dia", atirou, continuando: "Foram saindo notícias de novos investidores, que tinham como objetivo trazer um novo treinador. Provavelmente por isso é que nunca surgiu a assinatura do presidente. Como ser humano, tenho sentimentos e não é fácil ver notícias sobre nós."

Mário Silva aproveitou ainda para dizer aos adeptos que está de saída do clube. "Deixo aqui a verdade, quem diz o contrário está a mentir. Quando existem investimentos privados nas empresas, estamos sujeitos, mas não escondo que foi e é uma surpresa para mim. O meu contrato termina a 30 de junho e a minha vida continua. Espero que o Santa Clara tenha as maiores felicidades. Acredito que as coisas, se não aconteceram, é porque não queriam que acontecessem", disse.

A despedida o final de campeonato que não foi o desejado

"Não terminámos a época como queríamos, mas com tanta instabilidade e dificuldade, salários e prémios em atraso, terminar em sétimo lugar no campeonato acredito que seja um título ganho para nós. Guardarei para sempre o Santa Clara no coração. Conseguimos dividir na primeira parte. O Sporting entrou melhor, equilibrámos, tivemos algumas aproximações e bolas paradas e o Sporting, até contra a corrente do jogo, faz um golo. A vitória do Sporting é incontestável, a segunda parte foi muito bem conseguida e nós não conseguimos manter a performance exibicional que tivemos na primeira", terminou.

Por Record com Lusa
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Santa Clara

Notícias

Notícias Mais Vistas