Santa Clara revoltado com arbitragem no Dragão: «Não confundamos simpatia com ingenuidade»

Diretor desportivo Diogo Boa Alma criticou decisões de ontem e de duelos anteriores

• Foto: José Gageiro/movephoto

A noite do Dragão que culminou na eliminação da Taça de Portugal foi a gota de água para as hostes do Santa Clara no que a queixas da arbitragem diz respeito. Antes do início da conferência de imprensa de João Henriques, o diretor desportivo, Diogo Boa Alma não calou a revolta.

"Este foi um jogos desta eliminatória da Taça de Portugal que teve VAR e congratulamo-nos com isso, mas ele tem de funcionar nos lances mais evidentes. Na primeira parte, o Zé Luís não queria atingir o Nené, mas atingiu e era vermelho direto, sem discussão, e já para não falar no lance do golo. Todos nós erramos, mas o que é mais difícil de aceitar são os erros do vídeo-árbitro, com recurso a todas as imagens", afirmou o dirigente, referindo-se aos lances decorridos no minuto 21 e 29, onde os açorianos pedem um cartão vermelho para Zé Luís por pontapear Nené na cabeça e falta de Corona sobre Mamadu Candé na jogada que daria origem ao golo de Nakajima.

"O Santa Clara tem primado por uma forma de estar diferente, onde temos boas relações com todos os clubes, mas não confundamos simpatia com ingenuidade... Temos de respeitar este clube e a região dos Açores", concluiu Boa Alma.

Por Rui Sousa e Ruben Tavares
11
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Santa Clara

Notícias

Notícias Mais Vistas