Castanheira recorda Cajuda: «Não gostaste de jogar 10 minutos? Da próxima não jogas!»

Dias depois da estreia do antigo médio no Sp. Braga, na época 1996/97

• Foto: Simão Freitas

Castanheira, antigo médio do Sp. Braga e atual adjunto de Abel Ferreira nos gregos do PAOK, recordou alguns momentos da sua passagem pelos arsenalistas ao longo da rubrica 'Duas de Letra', no Facebook do clube.

Uma das curiosidades dos adeptos passou por histórias relacionadas com o técnico Manuel Cajuda. "Foi ele que me deu a oportunidade de estrear na equipa A, quando ainda era júnior, em 1996. Foi num jogo com o Leça, entrei a 10 minutos do fim. Depois, durante a semana, dei uma entrevista, estava satisfeito por me ter estreado, mas disse que dez minutos não davam para grandes coisas. Então o título do jornal era 'Em dez minutos não dá para fazer muita coisa' ou algo do género", começou por referir, antes de contar a reação de Cajuda quando leu a entrevista.

"No dia seguinte, o Manuel Cajuda mete-se comigo. 'Oh meu menino, não gostate de jogar 10 minutos? Então para a próxima não jogas!'. Ele meteu-se comigo e estava eu todo envergonhado", recordou Castanheira. 

O médio assumiu que não marcou muitos golos na carreira, mas há um que não esquece: um chapéu ao guarda-redes Candeias, do Rio Ave, em novembro de 2004. "Tu és o culpado, Wender, iniciaste a jogada. Foi um bom golo, daqueles de intuição em que temos de antecipar o que o guarda-redes fará naquele momento, antecipei e fiz um chapéu. Foi um golo de belo efeito", contou, antes de Wender recordar que em duas temporadas Candeias fez muito poucos jogos pelo Rio Ave, mas dois deles foram esse jogo que terminou com triunfo arsenalista por 3-0 e outro, na época 2005/06 que terminou com um 5-0 favorável aos bracarenses.

Por André Gonçalves
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sp. Braga

Notícias

Notícias Mais Vistas