Estabilidade do onze é o primado de Abel

Além da rendição obrigatória de Pedro Santos, treinador não deve mexer mais na Luz

• Foto: MoveNotícias

Abel Ferreira tem o condão de não esconder o jogo e nos dois encontros oficiais que já leva na época, ambos frente aos suecos do AIK, para a 3ª pré-eliminatória da Liga Europa, o treinador deixou claramente a entender que é o seu primado: estabilidade nas principais opções.

O mesmo será dizer que o núcleo duro, na ordem dos 13/15 elementos, está já perfeitamente estabelecido e basta olhar para as duas equipas que alinharam, mais os que entraram para se perceber isso, ao ponto de a única alteração prevista no onze ser mesmo só a da obrigatória rendição de Pedro Santos, entretanto transferido para os Columbus Crew da MLS.

Xadas, como já se escreveu, é o principal candidato a ocupar a vaga no onze e partindo deste primado de estabilidade, dificilmente Abel Ferreira vai mexer mais no onze, apesar da exceção que se relata aqui lado no caso de Vukcevic e Danilo, em função do que se viu no último jogo.

A realidade é que o treinador tem mantido a coerência nas suas opções primordiais em todos os sectores com Matheus, por agora, seguro na baliza, apesar da concorrência de André Moreira.

Nas laterais, obviamente, Esgaio e Jefferson só vão sair por razões de força maior, pelo que o papel de Goiano e de Sequeira é neste momento perfeitamente secundário e só o brasileiro, pela sua polivalência, tem sido convocado.

No eixo da defesa, Rosic só ganhou lugar em função da lesão de Ricardo Ferreira que seria o primeiro eleito a formar dupla com Raúl Silva, sendo que o papel de Bruno Viana ainda está por esclarecer e estará à espreita de um eventual erro que possa comprometer mais o sérvio...

No caso dos médios, Fransérgio, Danilo e Vukcevic são claramente os três do núcleo duro para dois lugares. Ainda há o jovem Bruno Jordão, mas Assis e Bakic nem sequer entraram na lista europeia.

Nas alas, já se sabe, continuam a sobrar opções, apesar da saída de Pedro Santos e na frente de ataque além da dupla agora titular, formada por Rui Fonte e Hassan, Stojiljkovic continua à espreita, mas só enquanto Dyego Sousa estiver impedido devido a castigo.

Fábio Martins saiu para a bancada

As intenções são claras e compreensíveis, mas Abel Ferreira já tomou uma decisão que, na altura, acabou por surpreender em função da aparente falta de justificação para a mesma. Trata-se de Fábio Martins, extremo recuperado esta época, depois do empréstimo com sucesso ao Chaves, e que começou com o estatuto de titular, alinhando no primeiro onze oficial, no Friends Arena de Estocolmo, frente ao AIK. Uma semana depois, contudo, Fábio Martins não só saiu da titularidade como foi diretamente para a bancada, cedendo o seu lugar a Wilson Eduardo que, convenhamos, era apontado desde o defeso como o ‘titular’ absoluto para uma das alas ou até como apoio nas costas dos dois avançados.

Por António Mendes
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sp. Braga

Notícias

Notícias Mais Vistas