Paulo Fonseca: «Não fizemos tanto assim para vencer por estes números»

Feliz com a vitória mas clarifica o que se passou em campo

• Foto: Lusa

Paulo Fonseca reiteirou a justiça na vitória do Sp. Braga (5-1) ao Rio Ave mas assumiu que os números pela qual ela aconteceu foram algo exagerados, algo que Pedro Martins também disse.

"É inequívoco que fomos uns justos vencedores deste jogo, mas não me posso deixar enganar pelos números e tenho que reconhecer que não fizemos tanto assim para vencer por estes números nem o Rio Ave tão pouco para merecer um resultado destes. Fomos muito eficazes, mas também houve um motivo para isso: marcámos cedo e isso favoreceu-nos. O Rio Ave, apesar de o jogo ter sido dividido no que foi a posse, nunca nos criou verdadeiras situações para marcar, mas é um facto que em determinamos momentos teve mais bola do que nós e conseguiu circulá-la à entrada do nosso meio-campo defensivo, mas isso permitiu que tivéssemos muito mais espaço para sair para o contra-ataque e foram surgindo as situações e aproveitámos a maior parte delas. O Rio Ave entrou bem na segunda parte, fez o golo, mas pouco mais fez".

Sobre palavras do presidente do Rio Ave, Paulo Fonseca não quis entrar em discussão pública.

"Não vou comentar até porque acho que o Pedro [Martins, treinador do Rio Ave] e o presidente não apontaram nenhum lance específico, mas ando nisto há alguns anos e na quarta-feira já temos um jogo decisivo [com o Rio Ave, para a Taça da Liga] e uma meia-final [da Taça de Portugal também com o Rio Ave] e, provavelmente, esta presença do presidente teve alguma coisa a ver com os próximos jogos."

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sp. Braga

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.