Amorim e o tempo útil de jogo na Liga: «Deve ser uma coisa de nível III ou IV que ainda não apanhei»

Treinador do Sporting abordou postura do Vitória de Setúbal para o jogo desta quarta-feira

• Foto: Luís Manuel Neves

Rúben Amorim não crê que o empate (0-0) diante do Vitória de Setúbal, esta quarta-feira, tenha sido o pior jogo do Sporting desde que chegou ao comando da equipa. Para o treinador dos leões, a equipa continua a ter a oportunidade de garantir o terceiro lugar da Liga NOS, afirmando que o Sporting vai ao Estádio da Luz sem "pressão extra".

"[Pressão acrescida por ter de segurar o 3.º lugar num dérbi] Não vejo dessa forma, a nossa equipa tem de estar preparada para jogar contra qualquer adversário. Calhou de ser na Luz como podia ter calhado com outra equipa. Não vai haver pressão extra. Há que olhar sempre para o lado possível, queríamos fechar hoje a fase de grupos [da Liga Europa], sim. Temos mais uma oportunidade? Sim. Vamos à Luz com esse objetivo", começou por dizer Rúben Amorim, em declarações na conferência de imprensa.

Notou-se a ausência de Jovane?

"Não concordo, talvez o melhor do Jovane não seja jogar em espaços reduzidos. Não sei qual seria a exibição dele, obviamente que tem 5 golos em poucos jogos, mas é um jogador que joga mais em espaços abertos. Cada jogo muda em torno das características dos adversários. Vão os melhores a jogo. Agora, siga para o próximo jogo, vamos em frente."

Tempo útil de jogo na Liga e será que este foi o pior jogo do Sporting sob o seu comando?

"Não considero que tenha sido o pior jogo, notou-se alguma ansiedade em marcar, sim. Foi um jogo diferente. [Tempo útil de jogo] Cada treinador faz a sua opção, mas deve ser uma coisa de nível III ou nível IV que ainda não apanhei", concluiu.

Por Sérgio Magalhães
57
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas