André Pinto reencontra Sp. Braga como titular

Central leonino representou os minhotos entre 2013 e o início de 2017

• Foto: MoveNotícias

Com Mathieu ainda de fora por lesão, André Pinto prepara-se para reencontrar, no domingo, o Sp. Braga, clube que representou entre 2013 e o início de 2017 (93 jogos e 4 golos). O central começou a época passada como titular indiscutível de José Peseiro nos arsenalistas. Já em dezembro, foi titular e jogou os 90 minutos na vitória (1-0) sobre o... Sporting, em Alvalade, com Abel Ferreira no banco.

Ainda seria chamado a três jogos sob comando de Jorge Simão mas acabou afastado da equipa depois de defrontar o Nacional, a 7 de janeiro (somava então 15 partidas e 3 golos). No final desse mês, André Pinto comprometeu-se com o Sporting, que já o observava desde... os 13 anos e ganhou a corrida a Benfica, Hull City, Fiorentina e Bolonha. Até Sérgio Conceição tentou levá-lo para o Nantes, mas foi Jorge Jesus a garantir o reforço, após tentativa falhada no Benfica.

A transferência foi oficializada a 28 de abril, na sequência de rescisão com o Sp. Braga. O gaiense, de 28 anos, assinou até 2021 (opção por mais uma época) e ficou com cláusula de 45 milhões de euros.

Em final de contrato com os minhotos, e sem acordo para renovar, o defesa passou a trabalhar à parte e não voltou a jogar até maio, limitando-se a debelar uma lesão num dos pés e a treinar-se para manter a forma. Pinto só voltaria a competir de leão ao peito. Cumpriu frente à Juventus o quinto jogo da época, terceiro como titular e a fazer 90 minutos, após Marítimo (Taça CTT) e Oleiros (Taça de Portugal). Antes havia jogado seis minutos em Guimarães (na estreia oficial) e 61 em Vila do Conde, entrando em ambos para o lugar de Mathieu.

Linha do tempo

PATRÃO. Deu os primeiros passos no futebol no... Sporting Clube de Arcozelo, em Gaia. Era conhecido entre os amigos por ‘Boss’. Tem fama de ser especialista a arranjar alcunhas aos companheiros.

TRAJETO. Cumpriu quase toda a formação no FC Porto mas nunca vestiu a camisola da equipa principal. Representou ainda Padroense, Santa Clara, V. Setúbal, Portimonense, Olhanense, Panathinaikos e Sp. Braga.

PASSADO. No FC Porto sagrou-se campeão de juniores, em 2006/07. É da geração de Ventura, Tengarrinha, Candeias, Rui Pedro ou Ukra. Trabalhou com Vítor Pereira nos sub-15. Ganhou o Dragão de Ouro para jovem atleta do ano em 2008.

TOPO. Tem uma internacionalização A no currículo: a 31 de março de 2015, no particular de Portugal com Cabo Verde, no Estoril. Foi titular e acabou expulso aos 60 minutos. Fez 46 jogos nas seleções jovens.

TROFÉU. Conta no palmarés com uma Taça de Portugal, conquistada ao serviço dos arsenalistas, em 2015/16, na sequência de vitória sobre o FC Porto no desempate por penáltis (2-2 e 4/2).

EXPERIENTE. Tem 138 jogos na Liga e 8 golos. Estreou-se a 13 de setembro de 2009, no V. Setúbal-U. Leiria (0-4), pela mão de Carlos Azenha.

PROFESSOR. Só esteve uma temporada no estrangeiro, em 2012/13, no Panathinaikos, então de Jesualdo Ferreira (o professor saiu ao cabo de 18 jogos e rumou ao Sporting). Na Grécia, foi utilizado em 22 encontros. Ato contínuo, voltou a Portugal, via Sp. Braga.

Por Vítor Almeida Gonçalves
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas