Assembleia-Geral decisiva: Bruno de Carvalho aposta tudo

Se os pontos respeitantes aos estatutos e ao regulamento disciplinar não forem aprovados os órgãos sociais renunciam

• Foto: Sporting CP
Os sócios do Sporting vão decidir este sábado o futuro imediato do clube numa assembleia geral onde serão votados três pontos, dois dos quais são polémicos e não chegaram a ser apreciados na última reunião: a alteração dos estatutos e a aprovação do regulamento disciplinar. Caso estas duas moções não seja aprovadas por 75 por cento dos votos, Bruno de Carvalho já avisou que os órgãos sociais se demitem de imediato.

O líder leonino, de 46 anos, coloca assim o futuro nas mãos dos sportinguistas por entender que as alterações são fundamentais para a modernização do clube. Na alteração dos estatutos, recorde-se, está incluída a extinção do Conselho Leonino, um órgão de carácter consultivo. Já em relação ao segundo ponto, a aprovação de um regulamento disciplinar visa colmatar uma lacuna que existe, segundo os atuais dirigentes.

Bruno de Carvalho, quando anunciou a nova AG, fez questão de anunciar a respetiva saída caso os sócios não aprovassem esta alteração. Neste momento, em Alvalade, ninguém quer avançar com cenários hipotéticos, mas, segundo foi possível apurar, Bruno de Carvalho não equaciona sequer a possibilidade de voltar atrás. Caso os sócios não votem favoravelmente as suas propostas, a demissão é irreversível apesar do custo que esta decisão possa vir a registar no imediato.

Convém ainda acrescentar que uma possível queda dos órgãos sociais na AG também terá repercussões na SAD. Até agora, a Comissão de Mercado de Valores Mobiliários não pediu esclarecimentos. Os três pontos serão discutidos durante a tarde e, no final, será feita uma votação única nas 45 urnas que serão disponibilizadas consoante os anos de militância.

Plantel com o líder

Com a equipa do Sporting a discutir o título com os rivais e ainda inserida em três competições, a grande prioridade da direção foi blindar o grupo de trabalho de forma a não perturbar os jogadores.

Segundo foi possível apurar, no plantel leonino não se coloca outro cenário que não seja a continuidade de Bruno de Carvalho, pois foi o principal impulsionador deste projeto, e tem procurado proporcionar aos atletas todas as condições. Aliás, as razões apresentadas pelo atual líder mereceram a compreensão do grupo que, em Astana, voltou a contar a presença de BdC no banco.

Por Alexandre Moita e João Soares Ribeiro
23
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas