Ataque cerrado às contas e a... Ricciardi

Houve pouca ‘vida’ além do futebol

• Foto: Paulo Calado

Além de todas as questões relacionadas com o futebol, o tema que maior cisão provocou entre os dois candidatos à presidência do Sporting foi o das finanças. Bruno de Carvalho enalteceu o lucro obtido em praticamente todos os exercícios; Madeira Rodrigues sublinhou que os números apresentados pelo atual presidente... não correspondiam aos que tinha analisado e aproveitou o ‘embalo’ para lançar duras críticas a José Maria Ricciardi, banqueiro com forte ligação ao Sporting há vários anos e que integra a Comissão de Honra de BdC.

"Por falar em comissões, José Maria Ricciardi foi, provavelmente, das pessoas que mais comissões ganhou no Sporting, com os trabalhos que fez aqui", começou por dizer Madeira Rodrigues, enquanto questionava quem é Costa Aguiar [empresário que mediou as transferências de Bruno César e Alan Ruiz para Alvalade], rematando com mais um ataque cerrado ao banqueiro: "Ricciardi, afinal, não conhece a história do Sporting. Esta mesma pessoa, que há 5 anos disse que o BES estava numa situação ótima... Credibilidade zero quanto à situação financeira do Sporting."

Uma questão de números

Sem responder diretamente às acusações feitas a Ricciardi, BdC não ficou ‘calado’ quando Madeira Rodrigues questionou a veracidade dos números. "Quando chegou a hora da verdade, quando o clube estava na pré-falência [2013], não apareceu. Aparece agora porque o clube tem estes resultados. Estar a levantar suspeitas, a dizer que os números não são estes... Fala no agente do Bas Dost, que não temos estes sócios, estas assistências, que os resultados são uma desgraça. Nele temos de acreditar em tudo. No Kuwait, nos 1,5 M€ [para o fosso]. Nele é tudo crença. Nós é factos!"

O naming do estádio foi outra questão a gerar vários comentários de parte a parte. "O Pedro Madeira Rodrigues disse que podia chegar aos dois dígitos... 10 euros já seria um bom valor! Interessados são uma dúzia, já tivemos várias abordagens, mas não vamos apresentar um valor em AG que não consideremos digno", referiu BdC, sendo imediatamente complementado pelo adversário: "A promessa do naming connosco não é promessa, é fazer. Queremos negociar o naming do estádio, das bancadas e da Academia."

Por Miguel Amaro e Ricardo Granada
5
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas