Bruno de Carvalho: «Cláusula de confidencialidade? Octávio Machado fala há meses...»

Ex-presidente diz que o agora técnico do Al Hilal tem falado

• Foto: Luís Manuel Neves
Bruno de Carvalho comentou esta sexta-feira a cláusula de confidencialidade assinada por Jorge Jesus e Sporting aquando da saída do técnico. Questionado sobre o assunto, o ex-presidente dos leões apontou a mira a Octávio Machado e sublinhou que Jesus... tem falado.

"Cláusula de confidencialidade? Sendo que o Octávio Machado fala há meses, penso que nunca houve cláusula de confidencialidade nenhuma. Se calarem o Octávio, teve algum interesse, se não o calarem, penso que Jorge Jesus já fala há meses", referiu no Núcleo do Sporting em Condeixa.

O ex-dirigente dos leões, que pretende candidatar-se às eleições de 8 de setembro, disse ainda que "os sportinguistas vão ter tempo para perceber muita coisa" até lá e explicou que há "dois tipos de candidatura: a anti-Bruno e a que se faz de Bruno": "Portanto, a minha é a melhor. Há seis ou sete candidaturas anti-Bruno e há duas que se querem fazer passar por Bruno. Como eu sempre gostei do original... Passado? Já fiz as análises que tinha que fazer. Gosto de pensar no futuro e estou muito feliz com a lista, que me traz alguma calma e que me dá toda a confiança para fazer aquilo que sou bom e gosto para poder ter apoio, é assim que se trabalha na vida".

"Eu não sou um hipócrita e não mando as pessoas falarem por outras. O que eu tiver que dizer e que achar que é importante para os sportinguistas, vou dizer. Mandar recados, não vou. Tal como não vou utilizar nenhum canal de televisão para denegrir um candidato e uma família. Todos pedem para eu estar calado porque quando eu decidir abrir a boca vamos ver quantos de putativos vão ser verdadeiramente candidatos...", acrescentou.

Ainda sobre a polémica que envolve a sua presença em núcleos do clube, Bruno de Carvalho voltou a criticar a posição da Comissão de Gestão: "Aquele comunicado é totalmente ilegal. Os Núcleos fazem parte da família do Sporting mas não são o Sporting, têm personalidade jurídica própria e podem tomar as suas decisões. Estarem a impedir os Núcleos de ouvirem seja quem for, então eu faço só uma pergunta: neste momento há algum candidato? O único que quis entregar as listas fui eu. Aquele comunicado é, portanto, mais um disparate. Fui o único que entreguei todas as listagens legais para podermos seguir com a candidatura. Não quero arranjar problema nenhum aos Núcleos".

A "alegada suspensão"

O antigo presidente do Sporting explicou aos sócios presentes por que chama "alegada suspensão" ao que lhe foi aplicado, citando o processo de mudança nos estatutos: "O tal famoso processo de suspensão começa no dia 4 de junho. Os Estatutos e o Regulamento foram aprovados em AG a 17 de fevereiro. Nessa AG foram alterados fortemente os pontos 21 e 23 para que o Regulamento pudesse caber dentro dos Estatutos. Por incompetência do ex-presidente e da ex-MAG, os Estatutos só foram registados a 4 de julho e não há retroatividade. Ainda acham que é alegada suspensão?".
Por Bruno Gonçalves
38
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Pedro Porro em exclusivo a Record: «Só estou focado no Sporting»

À margem da inauguração da sua escola de verão, em Don Benito, terra que o viu crescer, o ala direito falou de tudo ao nosso jornal: tem os maiores de Espanha atrás de si, mas a ideia é evoluir no Sporting, de quem espera um grande ano. Uma entrevista cheia de reportagem

Notícias

Notícias Mais Vistas