Bruno de Carvalho critica responsável pela segurança da Academia: «Tinha de saber agir»

Diz ser estranho que Ricardo Gonçalves tenha presenciado os desacatos no aeroporto e não tenha dito nada

• Foto: Peter Spark/Movephoto

Bruno de Carvalho, ex-presidente do Sporting, questionou, em entrevista ao 'Expresso', se não é estranho o facto de o responsável da segurança da Academia, Ricardo Gonçalves, não lhe ter dito nada apesar de ter estado no aeroporto quando houve a altercação entre Fernando Mendes e alguns jogadores, poucos dias antes da invasão a Alcochete. O antigo dirigente sublinhou que só soube desses acontecimentos "pela televisão".

"Não é estranho que o responsável de segurança da Academia estivesse presente nestes dois momentos marcantes, que foram o fim do jogo com o Marítimo, com reações alteradas entre adeptos e jogadores, e o que aconteceu no aeroporto e não tenha dito nada? O team manager André Geraldes, que eu achava que me contava tudo, não me contou absolutamente nada. O Jorge Jesus, que sempre fez gala da sua relação próxima com os presidentes, não me disse absolutamente nada. O responsável de segurança da Academia não fez um relatório sobre o acontecimento", referiu Bruno de Carvalho, explicando o que fez assim que viu aquelas imagens.

"Abri um processo de averiguações onde a pessoa no centro dessa investigação interna era Ricardo Gonçalves. Para meu espanto, esse processo deve ter sido interrompido e Ricardo Gonçalves, que para mim teve uma atuação verdadeiramente inapropriada e com falta de profissionalismo — e estamos a falar de uma pessoa cuja formação profissional é GNR, portanto, uma pessoa ligada à lei e a este tipo de acontecimentos e que tinha de saber agir —, é promovido para responsável geral da segurança do estádio e Academia pela atual direção", resumiu.

Problema não são as "teorias da cabala"

Questionado sobre o motivo pelo qual Ricardo Gonçalves foi promovido pela atual direção, Bruno de Carvalho respondeu com "factos".

"A investigação está a ser feita por quem? Pela GNR. Qual a formação base do Ricardo Gonçalves? É GNR. Eu dou factos", frisou, acrescentando: "O problema não é as pessoas terem teorias da cabala. O problema é não factualizar. Eu factualizo tudo. Não são manias. São realidades."

Por Luís Miroto Simões
28
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas