Bruno de Carvalho emocionou-se, apoiantes aplaudiram e PSP evacuou a sala

Curiosidades em torno da 35.ª sessão do julgamento do ataque à Academia

• Foto: Lusa

Curiosidades em torno da 35.ª sessão do julgamento do ataque à Academia

ALEGAÇÕES. Terminou ontem a fase de inquirições do julgamento. Os trabalhos serão retomados no dia 11 de março, com o início das alegações finais.

Em lágrimas. Bruno de Carvalho abandonou a sala de audiências visivelmente emocionado, após a juíza Sílvia Pires ter desligado o microfone que estava a utilizar.

Palmas. A reação extemporânea do antigo presidente arrancou palmas às cerca de duas dezenas de apoiantes que assistiam à sessão. Comportamento que obrigou a PSP a evacuar a sala.

‘Casuals’. O antigo líder do clube verde e branco acusou Pedro Silveira ‘Barbini’ e Diogo Amaral e Silva, testemunhas abonatórias de Nuno Mendes [Mustafá], de pertencerem a uma ala conhecida como ‘casuals’ dos leões.

Corrida. Fernando Mendes confessa ter estranhado que os adeptos que o acompanharam tenham arrancado a correr à sua frente. "Vão ter de parar para se identificarem", pensou.

Contingente policial. A presença de BdC e de Fernando Mendes em tribunal levou ao reforço do contingente policial, com o envio de duas carrinhas da Unidade Especial de Polícia para o local.

Ângelo Girão. A última testemunha abonatória de BdC foi a tribunal garantir que o antigo líder enviava "mensagens para motivar os atletas". "Queria tanto ganhar como nós", garantiu o capitão do hóquei leonino.

13
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas