Bruno de Carvalho: «Não é o método de Hondt, é nós termos atenção»

Presidente e a proposta para acabar com este método de apuramento do Conselho Fiscal e Disciplinar

• Foto: Luís Manuel Neves
Uma das propostas que está em discussão na Assembleia Geral que decorre este sábado no Multiusos do Sporting é o fim da utilização do Método de Hondt para apurar a composição do Conselho Fiscal e Disciplinar (CFeD) - a proposta é que se considere vencedora a lista que obtiver mais votos. Bruno de Carvalho, durante o seu discurso na Assembleia Geral (AG), frisou que este método "não resolve nada" e que o que interessa é, sim, a responsabilizade de cada um no exercício das suas funções.

"Serviu-nos de muito no tempo de Godinho Lopes. Que sorte ter sido escolhido um de cada lista. Filosoficamente, concordo. Não resulta. O meu Conselho Fiscal e Disciplinar não aprova esta medida. Não estou rodeado de yes men, meus senhores! Não aprovam esta medida, não são yes men (aplaudiu os elementos do CFeD). Mas eu defendo! Responsabilização. Foram todos eleitos pela minha lista. O poder está sempre nas vossas mãos. Não é o método de Hondt que resolve nada. Nunca nos intrometemos. Nos outros é 30 segundos. Como dizia o outro, limpinho, limpinho! Escolham o que quiserem, mas não escolham enganados", começou por dizer o presidente leonino, continuando:

"Eu apoiei o Método de Hondt, não sou burro ao ponto de não saber que na vida estamos sempre a aprender. Vou deixar de dormir? Nada. Não faço isto por mim, faço por crença, por experiência. Faço isto pelo Sporting. Abram os olhos. Corram comigo se quiserem, agora tomem a responsabilidade nas vossas mãos. Não é o método de Hondt, é nós termos atenção. Transparência, comunicação relatórios, contas consolidadas. A única direção do Sporting que em 112 anos teve um mandato completamente positivo no clube e na SAD, única."

Regulamento disciplinar

"A aprovação do regulamento disciplinar é fundamental, se quiserem um Sporting eficaz e eficientes, a nível disciplinar. Vocês é que escolhem. Se vierem aqui 500 advogados, cada um tem uma opinião sobre o documento. Aliás, só assim é que eu posso perceber que um sócio do Sporting que me chamou drogado não tenha sido condenado. É porque cada advogado, cada sentença, cada tiro, cada melro. Tenham esta noção. Sem este regulamento não conseguimos fazer o trabalho do Conselho Fiscal e Disciplinar. Foi proposto por eles e por nós acolhido, porque eles sabem o que necessitam com cinco anos de experiência"

Contas consolidadas

"Vamos lá a este horror. O ativo regista um aumento de 91 milhões. O passivo aumenta 55 milhões, onde destacamos cerca de 15% de aumento dos fornecedores e dos deferimentos, mas por outro lado a redução da dívida bancária em cerca de 6 milhões. O capital, apesar de negativo, recupera 36 milhões face ano anterior. Na demonstração de resultados verifica-se um crescimento em todas as linhas de negócio. O volume de negócios atingiu um recorde de 172 milhões. Quero dizer que acabamos este mandato – estas são contas consolidadas do mandato anterior – com um agregado positivo de 20 milhões. Assim, destaco: melhoria do fundo de maneio em cerca de 42 milhões, redução da dívida líquida bancária em cerca de 82 milhões, aumento do ativo em 93 milhões e redução do passivo em 33 milhões. Isto no mandato. Melhoria dos capitais próprios em 126 milhões. Melhor volume de negócios da história do Sporting Clube de Portugal: 172 milhões. Vamos para a assembleia e vamos ver quem quer a lei da rolha. Viva o Sporting!"
4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Palhinha quer decisão em breve

Médio espera voltar de férias, no início de julho, com o futuro definido. Está no plano de Amorim mas a Premier League é o sonho

Notícias

Notícias Mais Vistas