Bruno de Carvalho: «Nenhum escuteiro-mirim vai travar o rumo do Sporting»

Presidente leonino diz que estão "a meter-se com mais de 3 milhões e meio de pessoas"

• Foto: David Martins

Bruno de Carvalho reforça este domingo que vai "a defender os superiores interesses" do Sporting independemente dos castigos que lhe forem aplicados. Reafirmando que que não irá a qualquer estádio enquanto o castigo durar, o presidente leonino deixa um recado. 

"Aos escuteiros-mirins que gravitam no futebol português que fique este aviso: o futebol está a mudar a uma velocidade vertiginosa e vocês vão ser vítimas da vossa própria prepotência, imprudência e falta de bom senso! Nenhum escuteiro-mirim me vai calar e nenhum escuteiro-mirim, telecomandado, vai travar o rumo do Sporting Clube de Portugal! Não se estão a meter com uma pessoa que vos enfrenta sem medo, diz as verdades (mesmo as inconvenientes) e não tem telhados de vidro. Estão a meter-se com mais de 3 milhões e meio de pessoas que têm direito à sua indignação e a estarem cada vez mais revoltadas com o anti-sportinguismo primário que se vive", pode ler-se num post colocado no Facebook.

Bruno de Carvalho garante a união sportinguista é cada vez mais forte e adverte: "Não se estão a meter com uma pessoa que vos enfrenta sem medo, diz as verdades (mesmo as inconvenientes) e não tem telhados de vidro. Estão a meter-se com mais de 3 milhões e meio de pessoas que têm direito à sua indignação e a estarem cada vez mais revoltadas com o anti-sportinguismo primário que se vive."

De partida para Angola (onde vai inaugurar uma Academia em Luanda), termina com um desejo: "que os Sportinguistas demonstrem, mais uma vez, que nunca nos calam nem calarão!"

30
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.