Bruno de Carvalho: «Se houver uma AG de destituição, vou lá e ponho a cruzinha»

Presidente quer "sinal inequívoco" dos sócios nos próximos tempos

• Foto: Lusa
Bruno de Carvalho disse este domingo que, caso haja uma Assembleia Geral de destituição da direção, ele próprio vai votar a favor.

"Aqui dou o compromisso em nome das minhas filhas, que se houver uma AG de destituição, eu voto a favor dela. Pela saúde das minhas filhas. Para dizerem que mais isento não posso ser. Vou lá e ponho a cruzinha. Sabem porquê? Ou vocês dão nos próximos tempos uma prova inequívoca de que o Sporting continua a ser aquele Sporting em que tanto trabalhámos, de pessoas de cabeça levantada, felizes por terem ganho quase tudo, ou, se estão infelizes, não será comigo ou com esta direção que continuarão infelizes. Mas quem for votar nessa AG vai assumir a responsabilidade das decisões que tomar. Não se esqueçam: nós temos responsabilidades pessoais e temos família", avisou o líder leonino no 11.º Almoço de Sportinguistas de Alenquer.

Dando mais uma razão para não apresentar a demissão, Bruno de Carvalho explicou as responsabilidades são distintas no caso de ser destituído em Assembleia Geral: "Se eu chegar e disse vou embora, pela lei sou responsável por aquilo que outros vão para lá fazer, basta o outro dizer ‘isto está um horror’. Mas vou estar a mexer no dinheiro – pouco, coitadas - das minhas filhas por causa do Sporting? Não. Então tirem-nos de lá. Mas a parti daí diz a lei, assume a responsabilidade quem toma a decisão. Claro que não são os sócios que vão pagar, mas os que vierem a seguir desta golpada vão ter essa responsabilidade".
Por Luís Miroto Simões
54
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas