Bruno de Carvalho: «Se saíssemos dávamos razão à justa causa dos jogadores»

Presidente dos leões explicou visão de Marta Soares e defendeu-se

• Foto: Reuters

Bruno de Carvalho explicou esta quinta-feira que não pode demitir-se sob pena de estar a dar razão aos jogadores que invocaram justa causa para rescindir. O presidente do Sporting explicou a sua visão, mas começou antes por detalhar a visão de Jaime Marta Soares.

"Vou colocar-me do lado de Marta Soares e da Comissão de Fiscalização por ele nomeada. Qual é a visão de Marta Soares? É que temos de sair porque temos culpa naquilo que se passou na Academia. Por isso não aceitou nenhuma das soluções que propusemos. Se nos formos embora, estamos a dar razão aos processos de justa causa dos jogadores. Não me parece que isso seja a defesa dos interesses do Sporting", referiu na Sporting TV.

"Qual é a visão do nosso lado? Não compete a uma Comissão de Fiscalização transitória entrar nisso. A nossa Comissão de Fiscalização tem vários pedidos de suspensão e expulsão de Jaime Marta Soares e de vários elementos daquelas comissões, mas não considera que é o seu trabalho estar sequer a analisar esse pedidos, porque é uma comissão transitória. Estar a expulsar ou suspender sócios não é o normal funcionamento. Se quiséssemos entrar por aí, do lado de cá havia uma série de pedidos. Não tendo nós nada a ver com o sucedido na Academia, nem tendo sido nós a criar nenhum clima hostil, no momento em que saíssemos estávamos a dar justa causa aos jogadores", acrescentou o presidente.

Por Luís Miroto Simões
23
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas