Coates e as lições de Tabárez

Trabalho à frente da seleção uruguaia foi imortalizado num livro

• Foto: Reuters

O trabalho de Oscar Tabárez à frente da seleção uruguaia foi imortalizado no livro "Mestre: O Legado de Tabárez", uma obra dos jornalistas Luis Inzaurralde e Jorge Señorans, onde o jogador do Sporting, Coates, tem um lugar especial.

Na publicação é relatada a revolução promovida pelo treinador e a sua relação com algumas das principais estrelas, como o central que, pelo seu caráter e profissionalismo, não demorou a conquistar a confiança do selecionador.

"Com Tabárez era preciso respeitar e passar uma boa imagem. Lembro-me num treino em que houve uma pausa para beber água, mas alguns companheiros continuaram a treinar remates. A bola acabou por atingir um dos nossos colegas e, de repente, vimos que o Mestre estava lá. Só nos disse que quando o técnico nos manda parar, temos mesmo de parar", recorda o central, trazendo à memória um episódio vivido na sua juventude.

Sempre atento aos jovens, o experiente treinador não demorou a reparar na compleição física do central. Um dia, quando estava nos sub-17, Coates foi chamado ao treino da equipa principal, mas antes teve direito a receber uma indicação pessoal.

"‘Sebastián, tens de ganhar todas as bolas na tua área e na deles. Não podes perder uma!’, disse-me o técnico, pegando-me no braço", um gesto que, aos 27 anos, Coates ainda recorda: "Chamou-me pelo meu nome e isso marcou-me. Ele conhecia-nos a todos pelo nome e sabia sempre tudo o que se passava."

Por João Soares Ribeiro
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas