De Gelson a Leonardo Jardim, do Benfica às claques: Varandas analisa temas quentes

Presidente do Sporting em entrevista ao programa radiofónico online Perguntar Não Ofende de Daniel Oliveira

• Foto: Vítor Chi

Numa entrevista a Daniel Oliveira, comentador e sportinguista, no programa radiofónico online Perguntar Não Ofende - espaço com produção de João Martins e música de Mário Laginha - Frederico Varandas falou de vários temas que marcam a atualidade do Sporting. Na entrevista, feita antes do despedimento de José Peseiro esta madrugada, o presidente leonino abordou a possibilidade dos verde e brancos serem campeões esta temporada, bem como sobre o caso Cashball.


Claques

"Este é o ano mais crítico da existência das claques. É um ano de tolerância zero por causa do ataque em Alcochete. Eu disse às claques: ‘Ajudem-me a ajudar-vos.’ Fiz parte de uma claque, gosto delas, mas elas têm de existir para ajudar o clube e não para prejudicá-lo. E nisso não vou facilitar."

Leonardo Jardim

"Não misturo relações pessoais com profissionais. Um dia o Sporting vai ter novamente Leonardo Jardim e comigo como presidente. E quando ele regressar não será por dinheiro. Mas não é a fase em que ele está neste momento. Leonardo Jardim não quer voltar a Portugal a curto prazo".

Gelson Martins
"Eu tenho a certeza de que não é um jogador como Gelson Martins, com todo o respeito que ele merece, que vai criar um diferendo entre dois clubes históricos como Sporting e Atlético Madrid. Acho que vamos chegar a um acordo."

Podence e Leão
"Sem dúvida que é para ir a tribunal se não chegarmos a acordo. Recebemos uma proposta do Olympiacos que nem comentei e até perguntei se era a sério. Acho mais difícil haver acordo por Podence e Rafael Leão."

Holdimo
"Se for possível o Sporting ter 90% ou aumentar o máximo possível do capital vamos fazê-lo. É uma forte possibilidade. Tive uma reunião com a Holdimo e disse ao dr. Álvaro Sobrinho para não se preocupar porque a SAD será mais bem gerida, e que ele, enquanto acionista, vai ganhar com isso."

Mercado
"Vamos ter de ir ao mercado em janeiro, mas é um mercado de remendos. Já trabalhei mais para o verão de 2019 do que para o mercado de janeiro. Vamos usar parte do dinheiro da venda do Rui Patrício para fazermos ajustes cirúrgicos, não vai ser chapa ganha, chapa gasta."

Situação financeira
"A situação financeira do Sporting é melhor, garantidamente, que a de um dos rivais. Quem? Do FC Porto. Depois do terramoto e das rescisões, o Sporting voltou a ter capitais próprios positivos e resultados líquidos de 16 milhões de euros."

4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas