Empresário João Pinheiro esclarece 'negócio Tanaka'

Desmente qualquer ligação à vinda do avançado japonês para Alvalade

João Pinheiro desmentiu "qualquer relação ao 'negócio Tanaka'", que estará a ser investigado pelo Ministério Público devido a alegadas comissões pagas ao antigo presidente leonino, Bruno de Carvalho.

Com efeito, para além de negar essa ligação, o empresário exigiu que a SAD do Sporting "informe publicamente a que agentes ou intermediários pagaram pela concretização" do acordo que possibilitou a vinda do avançado japonês para Alvalade, no verão de 2014.

Leia o comunicado de João Pinheiro:

"Muito prezo, e respeito, o sigilo e a discrição, que são essenciais à actividade de Intermediário.
Todavia, e face as reportagens ontem emitidas (totalmente falsas no que à minha parte diz respeito), abro aqui uma pequena e única excepção, para esclarecimentos: Não tive, nem tenho, qualquer relação com o "negócio Tanaka".

O Sporting SAD, através de uma procuração, conferiu-me poderes para intermediar a possível aquisição do jogador Tanaka, a qual acabou por não ser por mim concretizada e que, por isso, nada recebi. Neste meio, uma procuração é um documento corrente, emitido por clubes a agentes, com intuito de trazer o melhor negócio possível para os mesmos.

Desminto, categoricamente, que tenha qualquer tipo de sociedade ou parceria (regular ou irregular) com qualquer antigo ou actual director ou administrados da SCP SAD.

Poderá, e deverá, a Sporting SAD, informar publicamente a que agentes ou intermediários pagaram pela concretização do negócio Tanaka, bem como os montantes envolvidos. A bem da verdade."

13
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas