Grupo Stromp denuncia “ataque seletivo e vil ao Sporting”

Grupo histórico de associados leoninos aponta o dedo à ANTF, Liga e Federação

• Foto: Filipe Farinha

O Grupo Stromp reagiu esta sexta-feira em comunicado ao que considerou "sentimentos de anti-sportinguismo, inveja e despudor que atentam contra a verdade desportiva e contra o bom nome" do Sporting.

Em causa, segundo o histórico grupo de associados leoninos, estão os "múltiplos ataques que este ano, de modo sistemático, quase que diário e concertado – em consequência dos bons resultados da equipa principal de futebol nas provas nacionais – têm sido desferidos contra o Sporting." O último episódio está relacionado com os incidentes no túnel em Famalicão, processo que foi conhecido esta semana.

"O Grupo Stromp constata que os agora anunciados processos disciplinares - manifestamente injustificados e inconsistentes - contra Sporting e o treinador Rúben Amorim apresentam evidentes contornos de ataque seletivo e vil ao Sporting, a começar na cinzenta e sectária Associação Nacional dos Treinadores de Futebol (ANTF), a que lamentavelmente se juntaram alguns órgãos da Liga e da Federação Portuguesa de Futebol", destaca a organização de sportinguistas constituída em 1962 e da qual fazem parte "mais de 50 membros que juntos totalizam mais de 2.500 anos de filiação" clubística.

"Mais salienta que, na concretização da indicada estratégia de perseguição e ataque ao Sporting foram - logo depois, qual ‘agenda’ - anunciados adicionais processos disciplinares contra o dirigente Hugo Viana e os jogadores Zouhair Feddal, Luís Neto e João Palhinha, fundados em factos que têm já mais de três meses. O Grupo Stromp entende que todo este clima persecutório constitui-se, por si só, como um dos momentos mais vergonhosos de toda a centenária história da vida desportiva portuguesa, merecedor de vigoroso repúdio e denúncia pública!", prossegue o comunicado.

Exigindo respeito pelo Sporting e pelos seus associados, o Grupo Stromp  "repudia energicamente os ataques ao clube e aos seus representantes e manifesta o seu incondicional e solidário apoio ao dirigente Hugo Viana, ao treinador Rúben Amorim, aos atletas Zouhair Feddal, Luis Neto, João Palhinha e a todos quantos integram a equipa principal de futebol, na certeza de que para ‘onde vai um, vão todos!’"

"O Grupo Stromp declara igualmente a sua inteira solidariedade e apoio ao presidente do Sporting e a todos os órgãos sociais do clube e da SAD", deixando por último um apelo "aos milhões de sócios e simpatizantes do Sporting espalhados pelo País e pelo Mundo para que continuem a defender os ideais do seu clube."

Por Vítor Almeida Gonçalves
10
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas