Jardel rescinde por 2,5 milhões

SAD RESOLVE MAIS UM PROBLEMA BICUDO

O Sporting já chegou a acordo com Mário Jardel tendo em vista a saída do brasileiro de Alvalade, sendo que o goleador partiu para o Brasil já como um jogador quase livre. Isto porque a administração da SAD o libertou tendo como contrapartida o encaixe de 2,5 milhões de euros, seja qual for o clube que Jardel venha a representar na próxima temporada.

Com esta decisão o Sporting faz uma importante poupança financeira para a próxima temporada, uma vez que o salário de Jardel era um dos mais pesados do plantel leonino. Aliás, com a saída do brasileiro ficam mais fáceis as contratações de Gamarra e Nikolaidis, que virão ganhar substancialmente menos e são dois desejos assumidos de Fernando Santos. Refira-se que o vencimento que era pago a Jardel chega para pagar os honorários propostos aos dois reforços... e ainda sobra.

Esta solução acaba por tornar-se importante também para Jardel, jogador que desejava abandonar o Sporting quanto antes, visto há muito ter percebido não existir clima, tanto no balneário como na relação com os adeptos, para continuar a representar os leões. O avançado não tem ainda solução para o futuro e seja ela qual for, o jogador ou o clube que o contratar terá de pagar ao Sporting os tais 2,5 milhões de euros, a verba mínima que a SAD terá a receber como contrapartida pela libertação do goleador.

No fundo, com este negócio a Sporting SAD poderá realizar um encaixe importante, para além de poupar mais de 1,5 milhões de salários nos vencimentos de Jardel. Ao todo, o Sporting ficará a ganhar com esta "jogada" muito perto de 4 milhões de euros (800 mil contos).

Resta agora saber qual o futuro de Super Mário, que abandona o Sporting após uma época muito conturbada.

Presidente leonino irónico

O presidente do Sporting comentou ontem, de forma irónica, a situação de Jardel. "Espero que o produtor e o realizador desta telenovela já tenham desistido de estar em cima do Sporting", afirmou Dias da Cunha, em Moura, onde participou no encontro anual de núcleos sportinguistas.

O líder leonino não especificou o alvo do recado, mas na memória continua fresco o braço-de- -ferro entre os dirigentes leoninos e a Superfute, empresa liderada por José Veiga, no início da época que está prestes a terminar.

40
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas