Jesus: «Estamos longe daquilo que vai ser o Sporting do futuro»

Técnico assegura que os leões ainda não atingiram o seu potencial

• Foto: Fernando Ferreira

À Sporting TV, Jorge Jesus analisou o que já foi feito na pré-temporada, assegurando que a equipa por si orientada ainda está longe daquilo que poderá atingir no futuro. De resto, o líder leonino recorda o espaço temporal entre os jogos disputados na Suíça, mas também o facto de haver jogadores, nomeadamente os campeões europeus Rui Patrício, João Mário, Adrien e William que ainda não se juntaram ao grupo.

"Na Suíça tivemos quatro jogos num espaço mínimo de tempo. Estivemos sempre a fazer jogos-treino com muita carga em cima. Não quer dizer que tenhamos baixado a carga nesta semana, mas amanhã é a apresentação e é diferente. Mostramo-nos aos sócios, num regresso a casa. Com relvado novo, mas é verdade que estamos longe daquilo que vai ser o Sporting do futuro. o Sporting desta época. Há jogadores que não estão cá, como os que foram campeões europeus, como outros que possam chegar. Temos de reformular todo um plantel que no ano passado já deu provas de muita qualidade. Este ano sem algumas peças, mas é como em todas as equipas, em que uns entram e outros saem", começou por dizer.

Num dia em que os adeptos têm expectativa de ver caras surpresas, Jesus aproveitou para revelar a integração definitiva no plantel principal de três jovens da formação. "Os jogadores novos são os da formação, não há neste momento nenhumas novidades, até porque o Sporting tem um potencial com muita qualidade. Dá para ter confiança e dá para escolher os jogadores com margem de segurança maior. As novidades vão ser o Iuri, Palhinha, Podence... São jogadores da formação, que vão fazer parte do nosso plantel. Hoje vamos conviver com os adeptos, conhecer o relvado...", disse.

De resto, e já olhando para o adversário desta noite, o Lyon, Jesus deixa elogios. "É o segundo classificado do último campeonato francês. Já sei os créditos da equipa que tenho. Não preciso dos jogos de pré-temporada, mas claro que vão dar novas indicações. Mas não preciso, porque já tenho indicações de dez meses de trabalho. Ms claro, temos pela frente equipas que estão nas eliminatórias da Champions, que começam a competição a sério antes. Como é óbvio, é importante ganhar na pré-temporada, mas essa não é a minha metodologia de treino, mas sim preparar um plantel para que no dia 14 seja capaz de ser aquilo que quero. Não me importo muito com os resultados, mas sim com a qualidade da equipa", frisou.

Por Fábio Lima
18
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas