Jesus: «O mais importante é estarmos preparados no dia 6»

Técnico admite que o cansaço criou problemas frente ao Marselha mas faz balanço positivo do estágio

• Foto: Pedro Ferreira

O Sporting fechou o estágio na Suíça com uma derrota (1-2) frente ao Marselha, numa partida disputada já em França (Évian) e que ficou marcada pelo atraso na chegada da equipa leonina, obrigada a um desgaste suplementar devido à longa viagem de autocarro. Uma situação que Jorge Jesus considerou ter contribuído para o desfecho da partida com os franceses.

"Sim, teve influência, foi uma viagem de duas horas até chegar ao jogo. Não aquecemos e entrámos completamente desconcentrados", lembrou o técnico em declarações à Sporting TV, queixando-se de alguma falta de organização. "Foi um estágio para aproximar as pessoas à equipa, conhecermo-nos uns aos outros porque há muitos jogadores novos. Claro que a organização não foi boa porque houve jogos em que tivemos de andar duas ou duas horas e meia de autocarro. Se já estávamos fatigados, ainda ficámos mais", salientou.

Ainda assim, no entender de Jorge Jesus, essa "foi a única coisa que não foi positiva" no estágio. "Trabalhámos sempre em cima de carga, os jogadores cada vez a responder melhor, hoje contra uma boa equipa. O resultado vale o que vale, porque o mais importante é estarmos preparados no dia 6, tendo mais alguma qualidade no dia 22 e 29. Mas o dia 6 é que é a valer. É aí que a equipa tem de corresponder a tudo aquilo que fizemos na pré-época", frisou o treinador leonino

"Hoje tinha muitos jogadores de fora, com algumas mazelas, como o André, o Chico, o Ryan, o Iuri… o próprio Palhinha entrou com algumas dificuldades. O Pedro estreou-se e esteve muito bem. Surpreendeu-me pela positiva. O Tobias voltou a estar muito bem. O Piccini fez um jogo soberbo, independentemente de estar cansado, para ele não houve cansaço", salientou ainda Jesus.

A terminar, o técnico focou o facto de o Sporting ter defrontado rivais fortes que criaram dificuldades à equipa leonina. "Foram 10 dias positivos. Quatro jogos em 10 dias que obrigou a que jogássemos carregados, pesados, as pernas pesam muito… Quatro jogos contra quatro boas equipas. Não quisemos treinar com equipas de menor dimensão, do campeonato suíço, mais fraco. Jogámos com o Basileia que normalmente é campeão. Tivemos de nos por à prova com equipas que nos obrigaram a correr mais, a trabalhar mais", concluiu.

Por Bruno Fernandes
9
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas