Jesus: «Os jogadores não têm nada que me dizer se querem sair»

Lembra que todos têm contrato com a entidade patronal

• Foto: Paulo Calado
Jorge Jesus não fugiu à polémica em torno do desejo de Slimani de deixar Alvalade, dizendo que esse é um tema para ser debatido com a entidade patronal.

"Os jogadores não têm nada que me dizer se querem sair. Têm contrato com a entidade patronal, que é o Sporting Clube de Portugal. Ponto. A partir daqui é o Sporting que decide a vida dos seus jogadores. Ponto", esclareceu em conferência de imprensa.

De resto, o técnico disse que o avançado só não está entre os eleitos para a primeira jornada porque tem de cumprir um jogo de castigo, ainda referente à última temporada: "O Slimani não está convocado porque não pode, senão também estava aqui a jogar. Era bom que isso acontecesse".

A cobiça de outros clubes aos jogadores leoninos também foi tema na conferência, com Jesus a classificar a situação de normal: "Não é novo para mim, faz parte do sucesso, da evolução dos jogadores que trabalham comigo. Todos os anos é normal. Temos de saber lidar com esta situação, que também não é fácil. Os jogadores, particularmente os mais visados, têm sido grandes profissionais e posto sempre à frente os interesse da equipa e do clube".
Por Luís Miroto Simões
4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas