Jorge Jesus: «Nem Sporting nem Belenenses se podem queixar da arbitragem»

Técnico leonino elogia Bruno Paixão e trabalho do vídeo-árbitro

• Foto: Pedro Ferreira

Jorge Jesus considera que o Belenenses-Sporting (3-4) foi um "jogo de loucos" destacando o excelente espetáculo proporcionado no Restelo.

"Jogo de loucos, que teve variantes durante os 96 minutos que não estávamos à espera. Belenenses marcou primeiro mas fomos muito fortes a sair e virámos para 1-3. Na segunda parte, tínhamos alguns problemas no corredor esquerdo, tentei solucionar com o Wendel mas não surtiu efeito. Depois sofremos dois golos e voltámos a acreditar. Fizemos o 3-4 e quem veio aqui ao estádio pagou por bem empregue o bilhete, num jogo espetacular. Com 7 golos defensivamente as equipas não estão bem mas isto é o sal do futebol, fazer muitos golos é porque defensivamente as equipas ficaram desorganizadas. Deu oito golos mas só valeram 7", começou por dizer o treinador leonino, analisando depois as polémicas de arbitragem de uma partida onde foram assinalados três penáltis:

"Quem tem a ferramenta do VAR vê muito melhor. Bruno Paixão é um bom árbitro e ele soube discernir bem. Nenhuma equipa se pode queixar. Foram situações claras de jogo. Árbitro dentro de campo e depois os auxilares do VAR ajudaram."

O único lamento veio da sobrecarga física: "É pena que isto deixe marcas em termos de lesões. Mas pronto, mais mazela menos mazela estamos lá. No outro dia perdemos o Mathieu, hoje se calhar perdemos um ou dois, Coentrão é um deles."

Dividendos do clássico

Sobre o proveito que o Sporting possa ter tirado da vitória do FC Porto na Luz, Jesus afirmou: "Qualquer resultado era bom. Ganhou o FC Porto. Importante era ganharmos aqui. Sabíamos que eles íam perder pontos. Parabéns ao FC Porto pela vitória. Vamos ver jogo a jogo, cada jogo é uma final."


Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas