Leão com três defesas: O que pensam os especialistas

Carlos Dinis, Mário Jorge e Tonel analisam tática

• Foto: Pedro Ferreira

Carlos Dinis: «Perderia automatismos»

"Parece-me, em função das contratações e das vendas, e até pelo passado de Jorge Jesus, que não será o sistema tático preferencial. O Sporting perderia automatismos. Podia ganhar em consistência no corredor central, no aspeto defensivo, mas não creio que seja essa a perspetiva de futuro."

Mário Jorge: «Joguei assim com Toshack»

"É tudo uma questão de identificação e do que os jogadores são capazes de assimilar. Joguei assim com John Toshack [em 1984/85, no Sporting]. Também utilizávamos três defesas. Não será o sistema principal. Com tempo, Jorge Jesus poderá trabalhar este sistema como plano B."

Tonel: «Um sistema de risco»

"Exige trabalho e acredito que o façam nos treinos. Podem consolidar essas rotinas em competição mas precisam de tempo. Não é algo que funcione logo muito bem. É um sistema de risco, para mexer no jogo, quando a equipa precisa de se expor, atacar e ir à procura do golo. "

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas