Madeira Rodrigues: «A única coisa boa que eu tiro daqui é que acabou o 'brunismo'»

Antigo candidato aborda pessoas que apoiaram Bruno de Carvalho e agora se demarcam

Pedro Madeira Rodrigues falou esta terça-feira à SIC Notícias sobre a detenção de Bruno de Carvalho. O antigo candidato às eleições do Sporting deixou críticas a alguns sportinguistas que apoiaram Bruno de Carvalho no início e que agora "parece que não é nada com eles". Madeira Rodrigues acredita que o antigo presidente já não vai ter mais influência nos leões.

"No dia 15 de maio, altura dos incidentes, comecei a ficar preocupado com a possibilidade de Bruno de Carvalho estar envolvido neste caso. Nestes dias fui convidado para tudo e mais alguma coisa e recusei sempre, achei que havia muita confusão à volta do Sporting e achei que era melhor afastar-me. Mas depois comecei a ver muita gente a tentar branquear aquilo que fizeram para que Bruno de Carvalho fosse o que foi. O pior foi ver pessoas ditas normais, que continuam a aparecer na televisão, que deram esta força toda a Bruno de Carvalho e agora parece que não é nada com eles. Isto é um momento para nós, sportinguistas, refletirmos porque isto nunca mais pode acontecer no nosso clube. Nunca mais podemos ter um presidente como este. A única coisa boa que eu tiro daqui é que acabou o brunismo, ele nunca mais vai ter influência no Sporting", começou por dizer.

"Há pessoas que estão a tentar branquear a sua participação nisto. Pessoas que aparentemente nunca apoiaram Bruno de Carvalho, que ele de repente mudou nos últimos meses… É tudo mentira. Estou à espera que apareçam esses sportinguistas e digam ‘Peço desculpa, enganei-me’", referiu.

Participação no ataque à Academia

Madeira Rodrigues diz ainda que uma eventual participação de Bruno de Carvalho nos ataques a Alcochete, direta ou indiretamente, não o deixaria espantado.

"Eu passei por coisas inimagináveis quando resolvi enfrentar Bruno de Carvalho. Ele era capaz de tudo e mais alguma coisa, por isso não me admira nada que isso pudesse ter acontecido. Não me admira nada que ele tenha tido alguma participação no que aconteceu em Alcochete, nem que seja indiretamente. Vamos ver se foi mesmo diretamente", referiu, antes de congratular os sócios que votaram a favor da destituição do antigo presidente.

"Queria dar os parabéns aos 71% de sportinguistas que permitiram que hoje não estivesse a ser preso um presidente do Sporting, mas um ex-presidente. Que venham agora dias de paz e de vitórias e de alegrias, e que esta página fique definitivamente ultrapassada, foi por isso que eu lutei. Apetecia-me ter alguma alegria hoje, não consigo, só me faz pena", disse.

10
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas