Madeira Rodrigues: «Quem não sabia com o que ia contar é porque não percebe nada disto»

Ex-candidato à presidência do Sporting aponta solução para o banco do Sporting após saída de Peseiro

Pedro Madeira Rodrigues mostrou-se "surpreendido" com a saída de José Peseiro do comando técnico do Sporting esta madrugada.

"Peseiro fez o que se esperava que fizesse: está a 2 pontos do 1.º lugar, ontem [derrota com o Estoril para a Allianz Cup] foi um jogo atípico. Quem não sabia com o que ia contar é porque não percebe nada disto. Foi óbvio desde o princípio que José Peseiro, que é boa pessoa, não é mau treinador, não servia os interesses do Sporting. Nesta altura, a três dias de um jogo importantíssimo [com o Santa Clara], depois o jogo com o Arsenal, um ciclo decisivo que aí vem, e aconteça isto... Quando tudo podia ter sido decidido a 8 de setembro com a escolha de outro candidato à presidência. Peseiro ficou no Sporting sem qualquer tipo de apoios, Frederico Varandas não lhe deu apoio e tinha de lhe ter dado confiança. Agora tira-lhe o tapete de forma surpreendente e deixa o caminho muito complicado para o próximo treinador. Sinto alguma revolta e tristeza com o que está a acontecer. O Sporting cai numa crise que não é boa para o clube", afirmou à CMTV o candidato à presidência do Sporting nas últimas eleições.

Na hora de apontar possíveis sucessores, Madeira Rodrigues não tem dúvidas. "Ranieri reúne todas as condições e mais algumas para ser treinador do Sporting. Mas não sei se o orgulho das pessoas vai fazer com que optem por uma escolha sem o mesmo carisma e experiência. As pessoas teriam de ter a confiança dele como eu tive. Ele conhece bem o futebol português, é sensacional, gosta muito do Sporting. Provavelmente vai optar-se por um treinador português porque cai melhor, talvez Paulo Sousa, Rui Faria - talvez Jorge Mendes tenha um papel importante".

E concluiu: "Estamos farto de ser os 'loosers', os derrotados. Já chega".

Treinadores no mercado: Sporting pode dar espreitadela a lista de nomes apontados ao Real Madrid
Míchel - O espanhol, de 55 anos, teve passagens pelo Getafe, Sevilha, Olympiacos e Marselha. Na última época treinou o Málaga.
Jupp Heynckes - O alemão, de 73 anos, que já treinou o Benfica, teve uma bem sucedida pasagem pelo Bayern Munique nos últimos anos. Está desempregado.
Vicente del Bosque - O ex-selecionador espanhol, de 67 anos, está há dois anos desempregado.
Michael Laudrup - O antigo jogador dinamarquês, de 54 anos, está desempregado há três anos. A última equipa que treinou foi o Lekhwiya, no Qatar.
Paco Jémez - Antigo central espanhol, de 48 anos, treinou na época passada o Las Palmas.
Arsène Wenger - O francês de 69 anos, histórico treinador do Arsenal entre 1996 e 2018, está no mercado desde que deixou os gunners.
Quique Flores - O espanhol, de 53 anos, que chegou a comandar o Benfica, treinou até à última temporada o Espanyol.
Claudio Ranieri - O italiano, de 67 anos, deixou o Nantes no final da época passada. Foi o treinador escolhido por Pedro Madeira Rodrigues, candidato às últimas eleições do Sporting.
Antonio Conte - O italiano, de 49 anos, é um dos preferidos de Florentino Pérez para assumir o comando técnico dos merengues. Foi despedido do Chelsea no final da época passada.
Laurent Blanc - O francês, de 52 anos, treinou o PSG até 2016. Está desempregado desde então.
André Villas-Boas - O português, de 41 anos, abandonou os chineses do Shanshai em 2017 e está no mercado.
Hugo Sánchez - O mexicano, de 60 anos, que foi selecionador do seu país entre 2006 e 2008, está desempregado desde 2012.
Guti - O antigo jogador espanhol, de 42 anos, é adjunto no Besiktas.
Leonardo Jardim - Deixou o Monaco há poucas semenas mas é um treinador com mercado. Tem 44 anos.
Louis van Gaal -  O holandês têm um currículo interminável, com passagens pelo Barcelona, Bayern Munique e Manchesyter United. Tem 67 anos e está desempregado há duas temporadas.
Víctor Sánchez (na foto com Unai Emery) - O antigo médio, de 42 anos, deixou o Betis no final de 2016/17. Está desempregado desde então.
Roberto Di Matteo - O suíço, de 48 anos, está desempregado desde que em outubro de 2016 foi despedido do Aston Villa, quatro meses apenas depois de ter assinado contrato. Antes passara pelo Chelsea e pelo Schalke 04.
Sam Allardyce - Antigo selecionador inglês, de 64 anos, tem uma longa carreira de treinador. O último clube onde esteve foi o Everton, em 2017/18, onde foi substituído por Marco Silva.
Martin Schmidt - Antigo jogador suíço, hoje com 51 anos, treinou o Wolfsburgo, na Alemanha, na época passada. Está desempregado.
 Peter Bosz - O holandês treinou o Borussia Dortmund até à época passada. Tem 54 anos.
Míchel - O espanhol, de 55 anos, teve passagens pelo Getafe, Sevilha, Olympiacos e Marselha. Na última época treinou o Málaga.
Jupp Heynckes - O alemão, de 73 anos, que já treinou o Benfica, teve uma bem sucedida pasagem pelo Bayern Munique nos últimos anos. Está desempregado.
Vicente del Bosque - O ex-selecionador espanhol, de 67 anos, está há dois anos desempregado.
Michael Laudrup - O antigo jogador dinamarquês, de 54 anos, está desempregado há três anos. A última equipa que treinou foi o Lekhwiya, no Qatar.
Paco Jémez - Antigo central espanhol, de 48 anos, treinou na época passada o Las Palmas.
Arsène Wenger - O francês de 69 anos, histórico treinador do Arsenal entre 1996 e 2018, está no mercado desde que deixou os gunners.
Quique Flores - O espanhol, de 53 anos, que chegou a comandar o Benfica, treinou até à última temporada o Espanyol.
Claudio Ranieri - O italiano, de 67 anos, deixou o Nantes no final da época passada. Foi o treinador escolhido por Pedro Madeira Rodrigues, candidato às últimas eleições do Sporting.
Antonio Conte - O italiano, de 49 anos, é um dos preferidos de Florentino Pérez para assumir o comando técnico dos merengues. Foi despedido do Chelsea no final da época passada.
Laurent Blanc - O francês, de 52 anos, treinou o PSG até 2016. Está desempregado desde então.
André Villas-Boas - O português, de 41 anos, abandonou os chineses do Shanshai em 2017 e está no mercado.
Hugo Sánchez - O mexicano, de 60 anos, que foi selecionador do seu país entre 2006 e 2008, está desempregado desde 2012.
Guti - O antigo jogador espanhol, de 42 anos, é adjunto no Besiktas.
Leonardo Jardim - Deixou o Monaco há poucas semenas mas é um treinador com mercado. Tem 44 anos.
Louis van Gaal -  O holandês têm um currículo interminável, com passagens pelo Barcelona, Bayern Munique e Manchesyter United. Tem 67 anos e está desempregado há duas temporadas.
Víctor Sánchez (na foto com Unai Emery) - O antigo médio, de 42 anos, deixou o Betis no final de 2016/17. Está desempregado desde então.
Roberto Di Matteo - O suíço, de 48 anos, está desempregado desde que em outubro de 2016 foi despedido do Aston Villa, quatro meses apenas depois de ter assinado contrato. Antes passara pelo Chelsea e pelo Schalke 04.
Sam Allardyce - Antigo selecionador inglês, de 64 anos, tem uma longa carreira de treinador. O último clube onde esteve foi o Everton, em 2017/18, onde foi substituído por Marco Silva.
Martin Schmidt - Antigo jogador suíço, hoje com 51 anos, treinou o Wolfsburgo, na Alemanha, na época passada. Está desempregado.
 Peter Bosz - O holandês treinou o Borussia Dortmund até à época passada. Tem 54 anos.
Míchel - O espanhol, de 55 anos, teve passagens pelo Getafe, Sevilha, Olympiacos e Marselha. Na última época treinou o Málaga.
Jupp Heynckes - O alemão, de 73 anos, que já treinou o Benfica, teve uma bem sucedida pasagem pelo Bayern Munique nos últimos anos. Está desempregado.
Vicente del Bosque - O ex-selecionador espanhol, de 67 anos, está há dois anos desempregado.
Michael Laudrup - O antigo jogador dinamarquês, de 54 anos, está desempregado há três anos. A última equipa que treinou foi o Lekhwiya, no Qatar.
Paco Jémez - Antigo central espanhol, de 48 anos, treinou na época passada o Las Palmas.
Arsène Wenger - O francês de 69 anos, histórico treinador do Arsenal entre 1996 e 2018, está no mercado desde que deixou os gunners.
Quique Flores - O espanhol, de 53 anos, que chegou a comandar o Benfica, treinou até à última temporada o Espanyol.
Claudio Ranieri - O italiano, de 67 anos, deixou o Nantes no final da época passada. Foi o treinador escolhido por Pedro Madeira Rodrigues, candidato às últimas eleições do Sporting.
Antonio Conte - O italiano, de 49 anos, é um dos preferidos de Florentino Pérez para assumir o comando técnico dos merengues. Foi despedido do Chelsea no final da época passada.
Laurent Blanc - O francês, de 52 anos, treinou o PSG até 2016. Está desempregado desde então.
André Villas-Boas - O português, de 41 anos, abandonou os chineses do Shanshai em 2017 e está no mercado.
Hugo Sánchez - O mexicano, de 60 anos, que foi selecionador do seu país entre 2006 e 2008, está desempregado desde 2012.
Guti - O antigo jogador espanhol, de 42 anos, é adjunto no Besiktas.
Leonardo Jardim - Deixou o Monaco há poucas semenas mas é um treinador com mercado. Tem 44 anos.
Louis van Gaal -  O holandês têm um currículo interminável, com passagens pelo Barcelona, Bayern Munique e Manchesyter United. Tem 67 anos e está desempregado há duas temporadas.
Víctor Sánchez (na foto com Unai Emery) - O antigo médio, de 42 anos, deixou o Betis no final de 2016/17. Está desempregado desde então.
Roberto Di Matteo - O suíço, de 48 anos, está desempregado desde que em outubro de 2016 foi despedido do Aston Villa, quatro meses apenas depois de ter assinado contrato. Antes passara pelo Chelsea e pelo Schalke 04.
Sam Allardyce - Antigo selecionador inglês, de 64 anos, tem uma longa carreira de treinador. O último clube onde esteve foi o Everton, em 2017/18, onde foi substituído por Marco Silva.
Martin Schmidt - Antigo jogador suíço, hoje com 51 anos, treinou o Wolfsburgo, na Alemanha, na época passada. Está desempregado.
 Peter Bosz - O holandês treinou o Borussia Dortmund até à época passada. Tem 54 anos.

13
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas