Miguel Braga denuncia: «Estão a sabotar a união do Sporting para depois virem acusar esta direção»

Responsável de comunicação dos leões considera que existe uma “obsessão destrutiva” contra Frederico Varandas

Num dia o presidente do Conselho Fiscal e Disciplinar, Baltazar Pinto, afirma que "o Sporting não precisa de inimigos" porque, surpreende, "matam-se todos lá dentro" e "há muitas pessoas a desejar que a equipa perca." No outro dia, em conferência de imprensa, o treinador Rúben Amorim deixa bem claro: "Por mais que desistam, dentro e fora do clube, nós vamos lutar." A derrota europeia com o LASK Linz deixou marcas e o responsável de comunicação dos leões acusa os críticos de Frederico Varandas de alimentarem uma "obsessão destrutiva".

"Basta ver as redes sociais afetas ao Sporting e percebe-se que há pessoas que desejam que o Sporting perca. E até já têm um lema: ‘Perder hoje para ganhar amanhã’. Acho extraordinário. Infelizmente, dentro do clube, há pessoas que têm mais ódio por esta direção do que amor ao clube. E isso é lamentável", disse Miguel Braga, no habitual espaço de comentário semanal na Sporting TV, segunda-feira à noite.

Recordando desaires semelhantes do Benfica, frente ao PAOK, e do FC Porto, na temporada passada, com o Krasnodar, Braga lembrou que a época "está a começar." "Ao fim de três jogos oficiais já havia pessoas a pedir a cabeça do presidente, do treinador, do diretor-desportivo, do responsável de comunicação, enfim, todas as cabeças possíveis e imaginárias, porque estão com essa obsessão destrutiva relativamente ao corpos dirigentes do clube", acusa.

A propósito das declarações de Baltazar Pinto e de Rúben Amorim, Miguel Braga acredita que nem o presidente do CFD, nem o treinador estariam a referir-se a pessoas da própria estrutura, a despeito de terem apontado para "dentro" do Sporting.

"Do que conheço deles e do que vou falando com um e com outro, não me parece de todo que estivessem a falar da estrutura do clube ou do funcionário A ou B. Acho que estavam a falar do Sporting como um todo. O juiz Baltazar Pinto falou da ‘estrutura complexa’ que veio encontrar que ele acha que é o universo Sporting. E, dentro desse universo Sporting, como eu digo, temos pessoas que estão a sabotar uma possível união do clube para depois virem acusar publicamente o clube e esta direção de não o conseguirem fazer. Por um lado, estão a sabotar, por outro lado vêm dizer que há outros que não o conseguem fazer. Todo esse empenho que têm posto em atacar o presidente do Sporting e o Conselho Diretivo, seria bonito vê-lo no apoio às nossas equipas", desafiou ainda o responsável de comunicação, lembrando a propósito situações da última época, com as claques.

"Nós no ano passado nos jogos em casa com os nossos principais rivais tivemos parte do público que não apoiou a equipa em protesto. Só alguém que viva em Marte ainda não terá percebido que existe um protesto das claques relativamente à direção. Por isso, acho que é altura de todos apoiarem as equipas. Se bem nos lembramos, regra geral, isso dava bons resultados. É para isso que deveríamos todos trabalhar", conclui Miguel Braga, em jeito de apelo.

Por Record
102
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.