Miguel Braga e o lance entre Pepe e Coates: «Só com sangue e uma fratura exposta»

Responsável de comunicação do Sporting deixou duras críticas à Comissão de Instrutores da Liga por arquivar pedido dos leões para um auto de flagrante delito

Pepe acertou em Coates na cara e uruguaio pediu penálti: árbitro mandou jogar

Miguel Braga, responsável de comunicação do Sporting, deixou duras críticas à Comissão de Instrutores (CI) da Liga pela decisão de arquivar o pedido do Sporting para a elaboração de um auto de flagrante delito a Pepe, na sequência do lance polémico com Coates no clássico.

"O que os Instrutores da Liga responderam, no fundo, é que as imagens não mostraram de forma clara, evidente e inequívoca que foi cometida uma infração. Ou seja, este murro que o Pepe dá no Coates não é um murro claro, nem evidente, nem inequívoco para os Instrutores da Liga. O que me deixa logo a pergunta: o que é que será claro e evidente? Se o Pepe entrar com uma matraca dentro do jogo? Não sei. Se o Coates jorrasse sangue? Faz-me a maior confusão, ainda para mais tendo uma Liga que é presidida por aquele que foi considerado e que se dizia muito que era o melhor árbitro português. E interrogo-me qual é a mensagem pedagógica que estamos a passar às nossas formações, aos nossos jovens, às nossas crianças. ‘Se queres ser jogador de futebol e central, sê muito malandro e se possível dá um murrinho no avançado de uma forma que certos Instrutores nem consideram que é clara, evidente e inequívoca’", começou por dizer à Sporting TV.

"Não está em causa, nem nunca esteve, tenho repetido isso, a qualidade do Pepe, o que o Pepe já deu ao futebol português e à Seleção Nacional. Não é um lance que põe isso em causa, obviamente. O que está aqui em causa é que há uma agressão clara, evidente e inequívoca. Há pessoas no nosso futebol que olham para isto com outros olhos. Eu não percebo sequer onde é que se está a tentar chegar e que mensagem é que se está a tentar passar aos nossos, às nossas crianças e às pessoas que veem futebol. Parece que estamos todos aqui a brincar e que se deixe que o Pepe faça estas coisas dentro do campo. Volto a dizer, não está em causa o Pepe, a pessoa, está em causa um jogador do FC Porto que deu um murro nos queixos a um jogador do Sporting. Temos a sorte de ter uma câmara de televisão que está a ver de perto o lance. Ele cerra os dentes, dá-lhe um murro na cara e isto para alguém não é claro, nem evidente, nem inequívoco. Eu adorava saber a explicação dos senhores da Liga. Acho que é uma mensagem altamente perigosa que estamos a passar para todos, inclusivamente para jogadores que continuam no nosso campeonato e para outros escalões. Quem veja isto e percebe que pode fazer este tipo de comportamentos, até se mandam imagens para a Liga e os senhores Instrutores acham que isto é tudo normal, isto é tudo surreal! Normal não será, com certeza", acrescentou Miguel Braga.

Sentimento de uma certa impunidade?

"Certa impunidade é ser simpático. Isto não é uma certa, é a total impunidade"

Não misturar com Pepe jogador

"Não devemos pôr tudo dentro do mesmo saco. Não estamos aqui a olhar para o Pepe, para o jogador x ou y. Estamos a olhar para um lance em concreto. E repito: faz-me muita confusão que os Instrutores da Liga olhem para isto e achem que isto não é um lance claro, evidente e inequívoco. E se vamos estar atentos a exibições de árbitros, acho que também vamos ter de estar atentos ao que dizem estes Instrutores da Liga em casos futuros. Porque, volto a dizer, parece que só com sangue e com uma fratura exposta é que talvez considerassem que era um lance claro e inequívoco. Não se consegue perceber como é que alguém olha para isto e diz que está tudo bem"

Participação ao Conselho de Disciplina

"O Sporting fez uma participação ao Conselho de Disciplina sobre este lance, para dar origem a um processo disciplinar. Obviamente, não é o processo sumário, mas esperemos que do lado da Federação, de forma mais ponderada, tenham acesso a esta repetição, se calhar os senhores da Liga não tiveram, e digam de sua justiça. Eu acho que isto é um caso de Justiça elementar"

Por Record
56
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas